Foto: TSF
Foto: TSF
País

80 mortes causadas por acidentes com tratores em 2014

O ano passado registaram-se em Portugal oito dezenas de mortes causadas por acidentes com tratores agrícolas. Foram ainda registados 80 feridos graves e 82 ligeiros, num total de 274 sinistros. Bragança encabeça a lista dos distritos com maior número de vítimas mortais, 12 em 26 acidentes. Entre as principais causas para o aumento de acidentes desta natureza estão o excesso de confiança e a falta de segurança.

O ano 2014, comparativamente a 2013, registou um aumento dos acidentes com tratores agrícolas, 67 acidentes, dois mortos, 31 feridos graves e 15 ligeiros a mais. Do total dos acidentes desta natureza, 145 foram em terrenos agrícolas e privados, que se traduziram em 55 mortos, 43 feridos graves e 53 ligeiros. Números avançados este sábado, 21 de fevereiro, pelo Jornal de Notícias (JN) com base na informação fornecida pelo comando-geral da GNR.

Bragança, Faro e Viseu foram os distritos com maior número de mortes, seis em cada um, apesar de o número de ocorrências ter sobressaído no distrito de Santarém, num total de 14.

A GNR verificou ainda 65 acidentes com tratores agrícolas na via pública, dos quais resultaram 25 vítimas mortais, 36 feridos graves e 12 ligeiros. Neste parâmetro, Bragança surge no topo com seis vítimas mortais em 12 acidentes.

Já a Policia de Segurança Pública (PSP), na sua área de jurisdição, o ano passado contabilizou 64 acidentes, um ferido grave e 17 ligeiros.

“A falta de manutenção do veículo, ausência de uma estrutura de proteção (o denominado arco de Santo António), a fadiga provocada por excesso de horas de trabalho, a condução sob o efeito de álcool e o excesso de carga”, são os principais fatores apontados pelo comando-geral da GNR para o elevado número de acidentes com tratores, de acordo com o JN.

A elevada sinistralidade verificada com a utilização deste tipo de máquinas levou já a GNR a realizar duas ações de sensibilização.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade