Direitos Reservados
Direitos Reservados
País Vila Verde

“Dentro daquela figura frágil estava um enorme vulcão”, diz o vilaverdense Alberto Nídio

Os socialistas de Vila Verde não fogem ao luto que tomou conta do Partido Socialista (PS) após o conhecimento da morte, esta madrugada de terça-feira aos 90 anos, de Maria Barroso, ex-primeira dama de Portugal e única mulher fundadora do PS.

Alberto Nídio, presidente da concelhia do PS, descreve Maria Barroso como “uma mulher extremamente culta”.

“De certa maneira Maria Barroso foi pioneira no movimento feminino em Portugal ao mais alto nível na política”, refere Nídio Silva, também ele no PS desde a fundação do partido e que privou com Maria Barroso.

“Uma mulher extraordinária e de uma educação extrema”, frisa, deixando soltar a frase “dentro daquela figura frágil estava um enorme vulcão”.

“Nunca se deixou apagar, mesmo sendo mulher de uma figura como Mário Soares. As obras dela falam por si. O país perde uma grande mulher e uma referencia que deve agora ser estudada. Uma mulher para quem os mais novos devem olhar como exemplo”, destaca Alberto Nídio.

No final da curta conversa com o Vilaverde.net, Alberto Nídio solta a frase. “É um pouco do velho Partido Socialista que morre…”.

Direitos Reservados
Direitos Reservados

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade