Cenário desolador no monte de São Miguel o Anjo.
Cenário desolador no monte de São Miguel o Anjo.
Vila Verde

Mão criminosa reduz a cinzas Monte São Miguel o Anjo

Já praticamente não há dúvidas quanto à origem do incêndio florestal que esta madrugada de quinta-feira reduziu a cinzas importante mancha florestal na freguesia de Prado São Miguel, concelho de Vila Verde.

O alerta para o incêndio foi dado pouco depois das quatro da manhã e deflagrou no Monte de São Miguel o Anjo. Face à hora e ao local, muitos não têm dúvidas que se trata de fogo posto.

“À nossa chegada existiam sete pontos destintos com focos de incêndio. Acabaram por se juntar e criar um incêndio florestal de cinco frentes”, referiu fonte dos Bombeiros de Vila Verde (BVVV) no teatro de operações.

Os BVVV posicionaram-se para fazer frente à rápida evolução das chamas. A evoluir com vento favorável, acesso complicados e com grande área de “manta morta”, rapidamente foi pedido reforço de meios.

Foi com naturalidade, e salvaguardando a proteção de casas e bens, que às primeira horas de sol estavam no teatro de operações mais de 70 bombeiros. Para além de Vila Verde, no combate às chamas estiveram corporações voluntárias de Braga, Terras de Bouro, Amares, Póvoa de Lanhoso, Famalicences, Fafe, Taipas e Viatodos (Barcelos).

O meio aéreo chegou a estar preparado para intervir, mas acabou por não ser necessário. Neste momento, e segundo dados do CDOS de Braga, o cenário é de “em resolução”.

A GNR investiga.

Monte São Miguel o Anjo reduzido a cinzas.
Monte São Miguel o Anjo reduzido a cinzas.
Incêndio chegou a ter cinco frentes.
Incêndio chegou a ter cinco frentes.
GNR investiga.
GNR investiga.
Cenário desolador no monte de São Miguel o Anjo.
Cenário desolador no monte de São Miguel o Anjo.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade