Ponte do Bico.
Ponte do Bico.
Amares Braga Vila Verde

“Ponte do Bico” pode vir a ser imagem de marca registada

As juntas de Soutelo (Vila Verde), Lago (Amares) e Palmeira (Braga) querem criar marca “Ponte do Bico” para potenciar dinamização turística e promoção do território nas freguesias unidas pelas confluência de Cávado e Homem. A vontade ficou assinada em protocolo.

Assim, e segundo acordo de cooperação que ainda junta privados da restauração, o projeto inclui planos para a criação da marca “Ponte do Bico”, de forma a atrair ainda mais visitantes e valorizar e proteger as zonas ribeirinhas.

O atual executivo da Junta de Freguesia de Soutelo assumiu, desde o primeiro momento, o compromisso que se insere na promoção e valorização das zonas ribeirinhas, encarando os dois rios que atravessam a freguesia como “ícones identitários”. “Temos nos nossos rios uma das nossas maiores riquezas”, referiu Filipe Silva, autarca de Soutelo.

Desenvolvimentos das zonas fluviais é prioridade em Soutelo

Segundo Filipe Silva, ao longo dos últimos anos têm sido realizadas acções concretas no terreno com o propósito exclusivo de “tornar as zonas ribeirinhas mais aprazíveis para receber os visitantes e os habitantes locais”. “A título de exemplo, refira-se que, muito recentemente foi realizada uma intervenção na praia do Mirante, a limpeza da margem direita do Rio Homem e a criação de uma via pedonal entre a praia do Mirante e a de Porto Carrero”, destaca Filipe Silva.

A assinatura deste protocolo, entre as juntas e privados, ganha maior expressão com a união entre diferentes entidades. “Há que destacar o trabalho desenvolvido pelas três freguesias. Realmente o que as une é a Ponte do Bico e, por isso, nasce esta marca, que é uma marca que as três freguesias têm interesse em reforçar, pois servirá para potenciar este espaço, atraindo ainda mais pessoas. Embora ainda não sejam praias fluviais designadas, as pessoas estão aqui e, por isso, as três Juntas pensaram activamente no futuro, que passa também proporcionar maior segurança às mesmas”, frisou Filipe Silva.

Câmara desafiadas a participar no projecto
Por sua vez, César Gomes, secretário da Junta de Freguesia de Palmeira, considera que a assinatura do protocolo “é um passo importante no reforço de segurança e na atração de mais visitantes” e apela às Câmara Municipais para que se juntem à iniciativa. “Este espaço recebe centenas de pessoas diariamente e devemos encontrar soluções para salvaguardar a segurança de todos. Para além do reforço de segurança, é importante referir a criação da marca ‘Ponte do Bico’, que será o rosto desta união de esforços e que poderá permitir o aparecimento de novos projectos, nomeadamente através de fundos comunitários. Seria também importante que as Câmaras de Braga, Amares e Vila Verde se juntassem a este protocolo, pois também elas são partes interessadas no que diz respeito a este activo turístico”, disse.

No mesmo sentido foram as palavras de Delfim Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Lago, que confere à zona de lazer muito potencial para crescer. “Já é um local muito conhecido, mas que precisa de ser potenciado para atrair mais pessoas e, possivelmente, para fazermos candidaturas a fundos que nos permitam melhorar ainda mais o espaço”, disse.

“A união faz a força!”
Paulo Azevedo, proprietário do Autocarro Bar, utilizou a expressão “a união faz a força” para falar deste momento que considera importante para o desenvolvimento turístico das três freguesias. “A marca já devia ter nascido há mais anos. Mas agora, com estes responsáveis, que têm uma visão e objetivos claros para o desenvolvimento desta oferta turística, acredito que vamos potenciar e valorizar Ponte do Bico. A união faz a força e todos juntos vamos conseguir o melhoramento desta área para desenvolvermos o turismo. Queremos chamar mais gente de fora. As três freguesias envolvidas têm um bom espaço e juntos vamos ter aqui mais gente, com qualidade e segurança”, disse.

José Rodrigues, proprietário do Mirante Bar, que também assinou o protocolo, afirma que “é do interesse de toda a população e visitantes desta área, bem como de todas partes que agora se juntam, melhorar as condições deste espaço”, acrescentando que “o reforço de segurança poderá evitar situações de afogamento e dar mais confiança a quem usufrui das três áreas envolvidas”.

União de rios, Homem e Cávado, pode vir a ser marca através da Ponte do Bico.
União de rios, Homem e Cávado, pode vir a ser marca através da Ponte do Bico.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade