Valoriza de Amares faz cinco anos.
Valoriza de Amares faz cinco anos.
Amares Região

Cinco anos a “Valoriza(r)”

“Foi a 30 de julho que tudo começou”, é assim que Pedro Costa, presidente da Valoriza, uma Associação de Desenvolvimento Local sem fins lucrativos, se refere á efeméride que faz cinco anos de idade. Em nota de comunicação na página do facebook desta associação, Pedro Costa dá conta “das marcas já deixadas no concelho” num curto espaço de tempo.

“Instalamos um programa – CLDS Valor Humano – que trabalhou o emprego, a família e o associativismo. Construímos pontes de informação que aproximaram os cantos mais remotos do concelho. Beneficiamos com este projeto centenas de famílias”, destaca Pedro Costa.

O dirigente associativo refere ainda os projeto no âmbito da terceira idade e junto do poder local. “Temos estado próximos de cerca de 400 seniores, em várias freguesias, através do Luz de Presença, promovendo a sua convivência, segurança, saúde, informação e bem-estar. Um projeto que nos honra – que conta com apoio do município e das juntas de freguesia – e que já mereceu distinção nacional com o Prémio EDP Solidária. Também estivemos nas escolas com uma equipa de especialistas, junto das crianças”, frisa Pedro Costa, que dirige a associação que tem estado “na linha da frente” nas solidariedade.

“Temos estado na linha da frente para a distribuição de cabazes alimentares a famílias carenciadas, promovemos eventos solidários, organizamos ações de formação e acolhemos uma pós-graduação de uma universidade portuguesa. Dizemos presente, sempre que que nos é solicitada colaboração para causas que vão desde o associativismo até aos produtos endógenos”, faz questão de referir.

Recentemente a Valoriza realizou “o sonho” ao conseguir implementar o Ser Igual – Centro de Atividades Ocupacionais de Amares. “Já faz felizes cerca de 20 pessoas muito especiais. Mas é pouco, pois já procuramos no horizonte do nosso futuro uma luz de esperança que nos permita construir um lar residencial para elas”, enfatiza Pedro Costa, para quem parte do sucesso está na entrega dos profissionais da Valoriza.

“Têm afirmado a sua competência técnica perante parceiros e entidades tutelares, que já olham esta tão jovem instituição com respeito profissional e institucional. São estes profissionais os obreiros da nossa obra social. A nós dirigentes cabe-nos ser a retaguarda que precisam para desenvolver bem o seu trabalho. Cabe-nos gerir com responsabilidade proporcionando condições para a resolução de problema”, diz, soltando a frase: “Estamos, de facto, todos de parabéns!”.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade