2 (1)
Braga

“Avóspedagem” promove diálogo solidário de gerações

Realizou-se hoje, dia 29 de Setembro, a apresentação do vídeo oficial de promoção do projecto ‘Avóspedagem’, numa cerimónia que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Braga. O programa, promovido pelo Fundo Social em parceria com o Gabinete de Acção Social do Município de Braga, permite aos estudantes de fora do Concelho ficar alojados em casas de idosos.

Através do diálogo solidário intergeracional, a iniciativa visa combater o isolamento da população sénior e auxiliar os jovens com dificuldades socioeconómicas e com dificuldades de alojamento durante o seu percurso académico.

Para Firmino Marques, vice-presidente do Município de Braga, “impunha-se o relançamento deste programa perante as suas virtualidades para a sociedade Bracarense”, referiu, salientando o facto de esta apresentação decorrer precisamente no Dia Mundial do Coração.

“Este programa tem muito de ‘coração’ pela forma como permite alargar o conceito de família que, mesmo não assente em laços de sangue, emerge dos laços afectivos que são criados”, afirmou Firmino Marques.

O programa é dirigido aos idosos Bracarenses com mais de sessenta anos, com casa própria ou arrendada, que pretenda hospedar um estudante universitário em sua casa. Todo este procedimento é monitorizado pelo Fundo Social do Município de Braga, para que o idoso usufrua da amizade e companhia do jovem estudante, com toda a segurança.

O papel fundamental da Universidade do Minho (UMinho), e da Universidade Católica também foi destacado, “pelo modo como têm divulgado, acarinhado e, sobretudo, estimulado” o projecto, concluiu Firmino Marques.

Estas instituições de ensino superior reconhecem que este é um projecto com enfoque no bem-estar das pessoas, ao mesmo tempo que apela à responsabilidade civil das organizações. Segundo de Isabel Rêgo, da Universidade do Minho “trata-se de uma excelente iniciativa que tem tudo para dar certo e que precisa de uma aposta forte na sua divulgação”. Nesse sentido, continuou, “o Serviço de Acção Social da UMinho faz questão de esclarecer e divulgar o projecto junto da comunidade académica de forma a obtermos o maior número de candidaturas possível”.

Neste ano lectivo já se candidataram 20 estudantes que pretendem participar no projecto, sendo que as candidaturas estão a ser avaliadas por uma equipa multidisciplinar composta por psicólogos, sociólogos e assistentes sociais. Os jovens pagam uma renda simbólica de 20 euros mensais para ajuda nas despesas.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade