desemprego
Região Vila Verde

“O desemprego no distrito de Braga aumentou apesar do período sazonal que atravessamos”, anuncia USB

Dados do IEFP apontam para uma subida do desemprego no distrito de Braga e a União de Sindicatos de Braga (USB) veio já “a terreiro” apontar o desde à coligação de direita. “Este aumento é resultado das políticas de direita seguidas pelo Governo PSD/CDS, de destruição da produção nacional e de diminuição do poder de compra dos trabalhadores, reformados e pensionistas”, afirma Joaquim Daniel, lider da USB.

Segundo nota divulgada pela USB, no mês de agosto de 2015 estavam registados como desempregados, segundo os dados do IEFP, 47.220 trabalhadores, que corresponde a 9,37% do total do desemprego registado no continente. “Em comparação com o mês anterior (julho), representa um aumento de 1.309 novos trabalhadores desempregados, ou seja mais 2,85%”, destaca Joaquim Daniel.

Em agosto o IEFP tinha registadas 25.892 mulheres desempregadas, representando 54,83% do total do desemprego do distrito, refletindo um aumento 899 novas mulheres desempregadas comparativamente com o mês anterior.

O desemprego de longa duração no distrito (mais de 12 meses), corresponde a 48,91% do número de desempregados. “15.439 jovens desempregados (menos de 35 anos) estavam registados no mês de agosto, cerca de 32,70% dos desempregados, registando-se um aumento de 781 novos jovens desempregados (+5,33% face ao mês anterior)”, destaca em nota à imprensa a USB.

Nos últimos 12 meses inscreveram-se nos Centros de Emprego do distrito 54.751 novos trabalhadores desempregados e o IEFP colocou 12.299 desempregados. Neste período passamos a ter mais 45.428 novos trabalhadores desempregados que somados ao número registado em Agosto de 2014 dá 100.179 trabalhadores desempregados, cerca de 23,93% do total da população ativa do distrito.

 

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade