DSC_0081
Vila Verde

Encontro de Cavaquinhos e Festa do Cogumelo são as grandes novidades da Festa das Colheitas 2015

O I Encontro de Cavaquinhos e a Festa do Cogumelo são as grandes novidades da edição de 2015 da Festa das Colheitas. A XXIV Mostra de Produtos Regionais, um dos maiores eventos nacionais dedicado época das colheitas e à ruralidade, alia às estreias deste ano a qualidade de um programa vasto e diversificado, que já se consolidou a nível regional e nacional.

A tradição vilaverdense dá o mote para que todos os anos largos milhares de visitantes passem pelo concelho, embarcando numa autêntica viagem pelas raízes mais genuínas da cultura minhota. O Campo Comunidades Geminadas (Campo da Feira) prepara-se para dez dias, 9 a 18 de outubro, em que o pulsar do mundo rural se vai fazer sentir na sua forma mais autêntica. O programa da Festa das Colheitas – XXIV Mostra de Produtos Regionais foi apresentado hoje, 30 de setembro, nos Paços do Concelho de Vila Verde. No final da sessão, teve lugar uma sessão de degustação de cogumelos, acompanhados com a cerveja artesanal Letra.
Cavaquinhos e cogumelos são novidade
Duas dezenas de grupos de cavaquinhos de toda a região preparam-se para encantar a plateia com as melodias harmoniosas de um instrumento musical muito acarinhado pelo público.

O I Encontro de Cavaquinhos, que decorre a 11 de outubro, promete começar a deixar a sua marca e tornar-se rapidamente um caso de sucesso, tal a mestria dos tocadores dos grupos convidados, que não deixam créditos por mãos alheias e prometem cativar a plateia do início ao fim dos espetáculos. Outras das novidades é o espaço próprio dedicado produção à de cogumelos, onde pode ficar a saber tudo sobre esta deliciosa iguaria.

Das técnicas de cultivo até aos truques culinários, não há questão que tenha sobre os cogumelos que não seja esclarecida. Para garantir que assim é, vamos contar com a presença de inúmeros produtores do concelho, que fazem parte da Real Cooperativa Agrícola. Pode consultar o programa detalhado e acompanhar todas as atividades da festa em facebook.com/narotadascolheitas ou em diáriodascolheitas.blogspot.pt.
As iniciativas emblemáticas estão de volta
Nota ainda de destaque para outras atividades emblemáticas, como o Dia das Concertinas, com uma concentração de mais de 600 tocadores de todos os pontos do país e que atrai vários milhares de pessoas. A televisão nacional também volta este ano ao Vila Verde, com a emissão do programa da TVI ‘Portugal Somos Nós’ em direto (durante 6 horas) a partir do recinto.

Os espetáculos musicais também foram reforçados para que a animação seja uma constante e Vila Verde vai voltar a unir forças para que bater o record do Guiness da Maior Concentração de Chapéus Personalizados. Realce-se também enorme variedade de espaços próprios no recinto (gastronomia, setor agrícola, artesanato), que este ano conta com mais de uma centena e meia de expositores. A Festa do Caurdo é outro dos grandes atrativos, com mais de 20 sopas diferentes ao dispor dos participantes.
Tradição para dinamizar economia e turismo
O presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, começou por saudar as instituições, juntas de freguesia e vilaverdenses em geral que dão um contributo significativo para o sucesso da programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas, que decorre de agosto a novembro com iniciativas praticamente todos os fins de semana.

“É o palco de muitos eventos com características diferentes, mas com uma estratégia comum, a valorização do território, criação de dinâmicas próprias e de um cartaz turístico bastante atrativo”, afirmou.

O edil prosseguiu apontando a Festa das Colheitas como “um dos momentos mais altos da Rota”. “Evoluiu muito ao longo dos anos [Festa das Colheitas] e tem dado um contributo decisivo na dinamização da nossa economia no geral e em particular na economia ligada aos ofícios rurais e ao setor agrícola”, referiu. António Vilela não poupou elogios a um certame que se afigura como uma autêntica montra “do que de melhor tem o concelho, que reflete a idiossincrasia da nossa cultura e a identidade genuína das nossas gentes”.
Um mar de bons motivos para vir à Festa das Colheitas
Por sua vez, a vereadora da Cultura, Júlia Fernandes, destacou a grande diversidade de um programa com mais de meia centena de iniciativas, organizadas com o apoio de “excelentes parcerias, que enriquecem o programa e permitem o grande sucesso que tem granjeado”. A vereadora destacou algumas das atividades supracitadas, deixando um destaque especial para o aumento do número de espetáculos musicais de índole variada, mas “privilegiando a música popular e o folclore, não fosse a festa das colheitas um hino à tradição e à nossa alma rural”.
Três novos produtos Namorar Portugal
Júlia Fernandes destacou ainda o elevado número de expositores (166) e a dificuldade de responder a todas as solicitações, uma vez que o número de interessados em participar no certame aumenta todos os anos, bem como as recriações de práticas agrícolas, atividades preparadas “para que todos possam conhecer e vivenciar práticas ancestrais”. A vereadora prometeu que é este ano que o record de maior concentração de chapéus personalizados do mundo vem para Vila Verde e aproveitou também para revelar que durante o certame serão apresentados três novos produtos da Marca Namorar Portugal, o queijo, o mel e, provavelmente, o azeite (ainda não há confirmação oficial).

DSC_0051 DSC_0081

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade