Cultura Esposende Mundo

Agência Portuguesa do Ambiente ordena à Câmara de Esposende demolição do Fôjo de Fão (c/vídeo)

Carta datada de 29 de setembro deste ano, e assinada pelo vice-presidente da Câmara de Esposende, Maranhão Peixoto, ordena a demolição do Fôjo de Fão, mítica taberna típica e que está instalada há 41 anos junto ao Rio Cávado, mesmo ao lado da Ponte D. Luis Filipe.

Autarquia dá 15 dias, sendo que a demolição, e caso não entre nenhum processo, possa acontecer no final desta semana ou início da próxima.

No conteúdo da carta, e que o Esposende 24 teve acesso, é possível perceber que é a Agência Portuguesa do Ambiente que impute ilegalidade ao espaço, mas sem explicar razões.
Sérgio Cardoso de Sousa, mais conhecido por Sérgio do Fôjo, é o proprietário e diz que tem tudo legal, estranhando os 15 dias para sair da casa taberna. “Vou despejar 41 anos assim? Estão a querer matar-me”, acusa Sérgio.

O proprietário está a tentar a defesa e a contestação. Esposende arrisca a perder uma das referências do concelho e de especial apreço para os fangueiros.

NOTA Editor: Perceber a origem do Fôjo numa entrevista conduzida por José Belo 

 

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade