Captura de ecrã - 2015-10-17, 15.20.08
Barcelos Braga Vila Verde

“Em liberdade” ficam os quatro indivíduos que esta madrugada assaltaram o “Café da Bomba” em Marrancos

Quatro indivíduos, todos de etnia cigana e com cadastro, vão ficar em liberdade – termo de entidade e residência – depois de assalto, esta madrugada de sábado, ao Café da Bomba em Marrancos, freguesia do concelho de Vila Verde. A GNR de Prado conseguiu apanhar os quatro indivíduos que vão aguardar por julgamento.

Ao que foi possível apurar, os quatro indivíduos são residente no acampamento cigano de Cabanelas, freguesia de Vila Verde, e são suspeitos ainda de estarem envolvidos com dezenas de assaltos que tem assolado o distrito de Braga, nomeadamente a zona do Cávado e Ave, com modus operandi idêntico ao desta noite. Ou seja, arrombamento de estabelecimento para roubar tabaco.

Marrancos - assalto

Noite de alarme em Marrancos

O caso desta noite foi igual a outros. Após ter sido disparado o alarme de intrusão do referido estabelecimento comercial, foi identificado pelo seu proprietário uma viatura (Ford Transit, cor branca) a ausentar-se do local, tendo o mesmo alertado a GNR. De imediato foram mobilizadas diversas patrulhas do Comando Territorial de Braga, no sentido de localizar e intercetar a referida viatura.

Na sequência das diversas ações realizadas pelos militares da GNR, pelas 05:30 horas, nas imediações de Braga, foi intercetada uma viatura Renault Express branca, estando no seu interior dois indivíduos, que foram detidos por terem na sua posse maços de tabaco selados, um gorro, um par de luvas e uma lanterna.

Ao mesmo tempo, na localidade de Prado, foram detidos dois indivíduos por uma equipa do Pelotão de Intervenção Rápida de Braga que os intercetou numa viatura da marca Honda que continha na bagageira diversos maços de tabaco, 225 euros em notas e várias moedas.

Foi ainda recuperada uma viatura Ford Transit, abandonada na freguesia de Alheira (Barcelos), utilizada para efetuar o furto no café, tendo sido encontrada no seu interior: a caixa registadora furtada no estabelecimento, um insuflável para crianças (no valor aproximado 3000 euros) e que tinha sido furtada nessa noite em Vila Verde. também foi encontrado diversos maços de tabaco.

Os quatro detidos têm idades compreendidas entre os 27 e os 40 anos de idade. A GNR encontra-se a fazer investigação para apurar o possível envolvimento dos detidos em outras ocorrências criminais registadas, nos últimos tempos, no Distrito de Braga.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade