adere-minho-rui-moreira
Vila Verde

ADERE-MINHO convida Rui Moreira para embaixador do Galo de Barcelos

A ADERE-MINHO convidou o presidente da Câmara Municipal do Porto para embaixador do Figurado de Barcelos, que inclui o Galo, depois de o autarca ter criticado a promoção de Portugal como país “bucólico, do galo de Barcelos e dos chouriços”.

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a ADERE-MINHO adianta que endereçou um convite a Rui Moreira para “se tornar Embaixador da Certificação do FIGURADO de Barcelos” afirmando ainda “fazer muito gosto” em receber o autarca para lhe oferecer um Galo de Barcelos certificado e lembrando que a peça é um “ícone” de Portugal.

Rui Moreira criticou na terça-feira a Entidade Regional Turismo Porto e Norte por apresentar uma estratégia de divulgação que passa por transmitir uma imagem “do Portugal bucólico, do galo de Barcelos e dos chouriços”, com a qual “o Porto não se revê” embora, hoje, tenha defendido que ícones como o galo de Barcelos “podem e devem” ser usados na promoção interna da região, o que não impede a sua divulgação como um destino “contemporâneo” e “cosmopolita”.

“O presidente da Câmara do Porto defendeu e defende que ícones como o galo de Barcelos, o fumeiro ou as tripas à moda do Porto podem e devem ser usadas na promoção interna do destino”, refere comunicado enviado à Lusa pelo gabinete de comunicação do município.

O documento acrescenta contudo, que “isso não deve impedir o Porto de continuar, no âmbito da Associação de Turismo do Porto [ATP], a promover o destino turístico Porto e Norte no estrangeiro, como um destino contemporâneo, cultural, jovem e cosmopolita como tem vindo a fazer com o sucesso que é reconhecido por todos”.

As declarações de terça-feira do autarca portuense provocaram reações de vários autarcas com o presidente da Câmara de Vinhais, Américo Pereira, em carta dirigida a Rui Moreira, a classificar de “parolice” a alusão ao fumeiro na contestação à estratégica de promoção turística do Norte.

Também o presidente da Câmara de Barcelos criticou hoje o “centralismo” e o “pedantismo atroz” de Rui Moreira mostrado nas “declarações infelizes” sobre o fumeiro e o galo de Barcelos.

A ADERE-MINHO é o Organismo de Certificação, acreditado pelo IPAC (Instituto Português da Acreditação) para produtos artesanais não alimentares, único no país a certificar e qualificar o artesanato português, de forma a “dignificar os artesãos e as tradições, através da identidade, genuidade e qualidade do produto”.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade