Ed- SEMANARIO-V-EXTENSO-PNG
Editorial Paulo Mesquita

Editorial: Com quatro números apenas…

Taça do Mundo de Maratona em Canoagem
Atrevo-me a dizer que teremos o acompanhamento em directo da Sporttv, desta magnífica prova. Segundo informação que me chegou aos ouvidos, terão sido investidos 17.000€ para o trabalho de assessoria de comunicação à prova. Não nos podemos igualar a tão prestigiado órgão, mas com os nossos reduzidíssimos recursos iremos acompanhar a prova a título pro bono. Quiçá, não faremos melhor? Vai-me espantar se no dia da prova não estiver lá uma Sporttv ou melhor…

Empréstimo de 4,7 milhões de euros aprovado em AM
O resultado da votação era expectável: a proposta de autorização da contratação de um empréstimo de aproximadamente 4,7 milhões de euros, a 12 anos, para liquidação antecipada de outros dois empréstimos, foi aprovada. O que não era previsível era a venda ambulante de peixe em plena Assembleia Municipal.

José Morais em modo de “arranque silencioso” para as autárquicas
Já em maio deste ano, O PS de Vila Verde emitiu um comunicado em defesa de Morais, após vários episódios de desalinhamento com o partido dos dois vereadores socialistas, LFS e MM. Ontem, o mesmo PS distribuiu pela imprensa um manifesto assinado por 373 militantes e simpatizantes do partido a desafiar Morais a uma candidatura a Presidente da Comissão Política de Vila Verde.
Morais envereda seguramente para 2017 com o apoio do partido, mas para quando uma tomada de posição pública? Estará o PS a sucumbir ou a tentar renascer das cinzas? LFS será usado na estratégia praticada por César e por Napoleão: “dividir para reinar”?
“Maquiavel cita uma estratégia militar parecida no livro IV de A Arte da Guerra, dizendo que um capitão deve-se esforçar ao máximo para dividir as forças do inimigo, seja fazendo-o desconfiar dos homens que confiava antes ou dando-lhe motivos para separar suas forças”.

Alguém falhou
Paulo Marques, líder do CDSPP concelhio, “colou selo” e António Vilela deu-lhe cola com um “aviso” enviado para Lisboa. Alguém anda a ver mal a caixa do correio na capital. Ora, e sem ofensa: Paulinho, para ser político não basta parecê-lo… é preciso “selo”.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade