Escolas_AntonioVilela
Destaque Vila Verde

“Batalha dos Comunicados” já chegou ao Agrupamento de Escolas de Vila Verde com acusações a Filipe Silva de “descer a baixo nível”

Polémica com a extinção de uma turma do 1º ciclo, na EB de Soutelo continua a dar que falar na comunicação social, com sucessivos comunicados a chegar à redação do Semanário V,  este último remetido por parte de António Alberto Rodrigues, Diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Verde, que manifesta “enorme indignação” por alegadas “querelas politico-partidárias por responsáveis políticos”.

António Alberto Rodrigues dá a conhecer que “apenas se podem formar três turmas” na EB de Soutelo, em contraste às quatro existentes no passado ano letivo, garantindo que o “diretor do Agrupamento de Escolas e a sua direção apenas procuraram e continuam a procurar que a Escola Básica de Soutelo, assim como as restantes escolas, tenha os recursos necessários para que as suas crianças usufruam de um ensino de elevada qualidade”, deixando críticas a Filipe Silva, presidente da junta de Soutelo, a quem acusou de “descer a um nível muito baixo e não demonstrar qualquer saber estar institucional”.

O diretor vai mais longe, dizendo que a declaração de Filipe Silva “foi contrária aos interesses dos nossos alunos e veio desunir as forças do Concelho”, referindo-se ao comunicado enviado ontem ao Semanário V por Filipe Silva, onde o autarca manifestava “descontentamento”, remetendo a responsabilidade do encerramento de uma das turmas do Centro Escolar de Soutelo para o agrupamento escolar concelhio.

Vilela, Morais e Filipe Silva estiveram na DGEstE

Recorde-se que esta polémica teve origem numa decisão preliminar da Direção Geral de Estabelecimentos Escolares (DGEstE), que dava como encerradas três turmas em Vila Verde, nas escolas de Soutelo, Turiz e Atães.

António Vilela, edil de Vila Verde, esteve na sede da DGEstE, mostrando indignação com esta decisão, tendo conseguido um volte face no que toca à Escola de Turiz, o que deixou Filipe Silva consternado por não suceder o mesmo com a turma do Centro Escolar de Soutelo.

José Morais, vereador socialista, também esteve na DGEstE, emitindo depois um comunicado onde acusava António Vilela de ser o responsável pela extinção das turmas. Filipe Silva também esteve na DGEstE, delegando a responsabilidade da extinção da turma soutelense para o Agrupamento de Escolas de Vila Verde.

De visita em visita, e de comunicado em comunicado, as crianças, alheias ao problema, encontram-se de férias, não sabendo ainda se há mais ou menos turmas para o próximo ano letivo, embora a DGEstE já tenha confirmado que Soutelo e Atães possuirão menos uma turma no ano escolar que se avizinha, algo que António Alberto Rodrigues e António Vilela tentam ainda contrariar através de recurso.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade