ruisilva2
Destaque Vila Verde

Tribunal. Rui Silva diz não ter sido contactado e desconhece “imputação” na investigação da PJ

Rui Silva, deputado do PSD e líder da concelhia social-democrata de Vila Verde, disse hoje “desconhecer” a imputação nas medidas de coação decretadas pela juíza Magda Cerqueira após audição de António Vilela e João Luís Nogueira, no âmbito de acusações de “corrupção e prevaricação”.

A juíza decretou os arguidos de “obrigação de não contactarem por qualquer meio, pessoalmente ou por interposta pessoa, um com o outro, ou qualquer dos arguidos com o suspeito Rui Silva, bem como as testemunhas identificadas nos autos ou os funcionários da Escola Profissional Amar Terra Verde”.

Contactado pelo Semanário V, o deputado reafirma que não houve qualquer contacto por parte do sistema judicial e remeteu-se ao silêncio. Rui Silva terá mesmo sabido do seu envolvimento no processo através da comunicação social.

O deputado disse esta manhã à Agência Lusa que a venda, em 2013, de 51% da EPATV à Val’densino, de João Luís Nogueira, foi publicitada devidamente e que, embora tenha havido mais interessados, apenas JLN foi concorrente. Os moldes dessa compra está a ser posta em causa pela PJ.

Rui Silva foi vereador na Câmara Municipal de Vila Verde e membro do concelho de administração da Escola Profissional Amar Terra Verde, as duas instituições envolvidas na investigação em curso pela Polícia Judiciária.

(Notícia completa na edição do Semanário V, 22 de fevereiro)

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade