Destaque Vila Verde

Cabanelas. Junta de Freguesia inaugurada “não pode ser só para Zumba”

“Não pode ser só para Zumba”. Foi este um dos pedidos lançados por António Esquível, presidente da junta de Cabanelas, no dia em que foi oficialmente inaugurado o edifício da Junta de Freguesia de Cabanelas, assim como a sede do Rancho de Cabanelas.

Durante a cerimónia, o autarca discursou dizendo que “esta é a altura de dar uso às instalações da junta, seja através de associações ou de todos os que dela precisem”, indicou, agradecendo ainda ao papel dos antigos autarcas para que a freguesia hoje disponha deste “novo” espaço.

“Agradeço também ao arquiteto que a desenhou… nem todos os funcionários públicos são maus”, atirou ainda Esquível, em jeito de humor. “Na construção deste edifício trabalharam empresas de Cabanelas e foi um processo que se arrastou por dois mandatos. Conseguimos passar dificuldades e hoje cá estamos, com a sede inaugurada”, disse ainda Esquível.

O autarca pediu ainda outros investimentos para a freguesia. “Este está pronto, mas faltam outros. Saneamento, ecovia do Cávado, requalificação do espaço da feira Agridoce, aproveitamento da antiga sede da junta e requalificação da EN 205 também têm de ir avante, assim como o famoso regadio”, indicou o autarca, aproveitando a presença do edil, António Vilela.

Rancho Folclórico de Cabanelas  com novo “sítio” de ensaios

Já Nuno Queirós, presidente do Rancho Folclórico de Cabanelas, foi mais “emotivo”. “Pediram-me para vir aqui dizer duas palavras mas só tenho uma a dizer: Obrigado!”, indicou Queirós, queixando-se que “ao longo dos anos o rancho foi humilhado para poder ensaiar, mas o sonho de termos uma sede própria foi avante”.

“Algumas pessoas diziam que não era possível, mas também tenho de agradecer a mim porque nunca desisti e superei essas vozes do contra, algumas das quais até estão aqui hoje presentes”, atirou o presidente do rancho.  “Este é um momento que traz o fim de um ciclo e o início de outro”, acrescentou ainda Queirós.

António Vilela anunciou investimentos na freguesia de Cabanelas

Já António Vilela, foi extenso na lista de agradecimentos e deixou resposta a António Esquível, no que toca aos “pedidos” do autarca de Cabanelas. “Este é um equipamento que era essencial na freguesia, para que as pessoas de cá possam fazer mais e melhor”, indicou o edil, dizendo que António Esquível “economizou nos pedidos”.

“O presidente da junta falou em alguns pedidos mas deixou outros de lado”, atirou Vilela, falando de “quatro unidades empresariais que vão criar postos de trabalho”. António Vilela diz que a requalificação da EN205 só pode ser feita depois de instalado o saneamento. “Não faz sentido que seja de outra forma”, atirou, garantindo que o entroncamento de acesso à junta vai ser requalificado antes do verão.

Sobre o saneamento, Vilela diz que está publicado em diário da república um procedimento de concurso público no valor de 900 mil euros e que vai cobrir quase na totalidade a freguesia com saneamento.

O autarca disse ainda que está nos planos do município requalificar a praia fluvial do Gaião, assim como a criação da Ecovia, que já está “aprovada”. Sobre o regadio, Vilela diz que vai ter “um fim feliz” e que está prestes a avançar para se tornar num “potencial único em Vila Verde”. Quanto à Agridoce, Vilela diz já ter uma parceria para requalificar o espaço, assim como ajudar a paróquia na requalificação da casa paroquial. “Contem connosco para ajudar a colocar Cabanelas no mapa”, atirou ainda o autarca.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade