JS Vila Verde
Destaque Vila Verde

Ensino Superior. JS de Vila Verde diz que bolsas de estudo do município não são suficientes

A Juventude Socialista (JS) de Vila Verde acusa em comunicado a Câmara de Vila Verde de “lesar alunos” com o valor das bolsas de estudo aprovadas recentemente pelo município.

“Segundo o que a JS pôde apurar, as bolsas terão uma ponderação máxima de 100 euros mensais. Considerará a Câmara Municipal este valor suficiente para satisfazer as inúmeras necessidades destes alunos?”, questiona a JS em comunicado, dando o exemplo de “um aluno que viva em Covas e que estude no Polo de Gualtar da Universidade do Minho em horário noturno vê-se lesado com a inexistência de uma contínua rede de transportes públicos, necessidades essas ignoradas e negligenciadas”.

A JS vai mais além e recorda os apoios dados também aos alunos do ensino secundário, recordando “a oferta das folhas de teste aos alunos da escola secundária, um custo de não ultrapassa os cinco euros por aluno” e questionando se “será efetivamente este aspeto a prioridade dos jovens estudantes de Vila Verde”.

A JS fala ainda de “discrepância” nos valores atribuídos por aluno, dizendo que o município se baseia  no acordo nº 1 do 9º artigo do regulamento de atribuição de bolsas, onde se lê que “deverá ser atribuída a bolsa máxima 100 euros mensais aos candidatos pertencentes ao Corpo Ativo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde”.

“Verificam-se efetivamente casos em que alunos verdadeiramente necessitados não recebem o valor máximo disponível apenas porque não participam na atividade dos bombeiros, um mero capricho sem fundamento, que descredibiliza por completo o critério de atribuição das bolsas em questão”, acusa ainda a JS.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade