PS Vila Verde
Destaque Vila Verde

25 de Abril. PS recordou “coragem” dos que libertaram o país

O Partido Socialista (PS) de Vila Verde marcou presença nas comemorações do 25 de Abril, em Cervães, liderado pelo vereador e candidato à Câmara de Vila Verde, José Morais.

No salão nobre do Centro Social e Paroquial de Cervães, Luís Castro, em representação dos membros da Assembleia Municipal afetos ao PS, começou por recordar e sublinhar a “coragem” dos capitães que “libertaram Portugal das garras de uma ditadura que governou Portugal durante 48 anos, restaurando a liberdade aos portugueses”.

“No rosto e nos olhos dos portugueses, podemos ver, hoje, confiança e esperança num futuro melhor. É que este país assiste, pelo segundo ano consecutivo, e pela mão de um governo que, estando mais atento às questões sociais, coloca as pessoas em primeiro lugar, e que por isso procedeu à devolução de rendimentos e de pensões aos mais desfavorecidos, ao aumento dos subsídios sociais, à diminuição da taxa de desempregados, à redução do deficit, e a um crescimento e desenvolvimento económico, já reconhecido pelas instâncias internacionais”, apontou Luís Castro.

Com Abril, recordou o membro da Assembleia Municipal do Partido Socialista, foi possível toda uma “liberdade, de pensamento e de expressão, um pouco por todo o país os portugueses puderam dar largas ao pensamento e à expressão, agora sem a censura do anterior regime”.

Liberdade que, na opinião de Luís Castro tem ficado “na prateleira”, no caso da actuação do Município de Vila Verde. “Sempre que a oposição manifesta um diferente pensamento ou diferente visão quanto à forma de gestão da câmara, ou quando aponta outras soluções de gestão, é sempre apelidada pelo poder local instalado, de só fazer política pela negativa. Mas mais grave ainda, sempre que a oposição (PS) apresenta diferentes propostas ou manifesta discordância sobre a gestão camarária, é por esta rotulada de fazer «terrorismo politico»”, lamenta, considerando como  “enormes lacunas do concelho, ao nível de pormenores básicos em que assenta a qualidade de vida da população, como o abastecimento de água ou a rede pública de saneamento básico”.

Um pouco antes, tinha tomado da palavra Paulo Gomes, presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado, em representação dos autarcas socialistas do concelho. Paulo Gomes frisou a importância da revolução para o florescimento e enraizamento do poder autárquico, como motor de desenvolvimento das localidades, com políticas de proximidade, alertando também para os perigos e as amarras que, hoje em dia, o condicionam nalgumas regiões.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade