dish mob letra
Destaque Vila Verde

Economia. Letraria recebeu 30 empreendedores “Dish Mob”

Cerca de 30 empreendedores “Dish Mob” estiveram reunidos em Vila Verde, na Cervejaria Letra.

Este foi já o quarto evento realizado pelo Dish Mob de Vila Verde com o intuito de “despertar novas ideias e promover o empreendedorismo e networking”.

Francisco Pereira, sócio fundador da Cerveja Letra, além de anfitrião, foi um dos oradores. Na visita às instalações daquela unidade produtiva, partilhou connosco o sonho que acalenta – “associar a Letra, a um festival de cerveja de dimensão mundial, onde a nota distintiva será a possibilidade dos participantes poderem colher o lúpulo, e participar na produção de uma cerveja”, disse. Evento esse, a realizar em “local privilegiado de Vila Verde”, contribuindo dessa forma para “dinamizar a restauração e hotelaria, por esses dias”.

Vasco Cerqueira, da BioBosque, tem vindo a desenvolver um trabalho de investigação e de experimentação, com a cervejeira. Foi também um dos oradores. O jovem empreendedor, falou da importância das parcerias, e da resiliência necessária, à execução de projectos desta natureza.

Através, do seu testemunho e exemplo, gostaria de incentivar a criação de outros projectos, particularmente de produção de lúpulo. Tadeu Alves, foi o orador convidado para transmitir um pouco do seu conhecimento, concretamente na produção de pequenos frutos.

O consultor e produtor, referiu que, “temos em Vila Verde, condições “únicas”, para a produção de mirtilo de qualidade superior”. Referiu ainda que “de futuro, a preocupação dos produtores não deve ser avançar para patamares superiores de quantidade, mas vincar a qualidade que já apresentamos”. “Dadas as características da região, onde estamos inseridos, e a tipologia de produções, só faz sentido apontar para produto de excelência”.

Hélder Forte, foi o último dos oradores convidados a intervir. Responsável máximo, da Real Cooperativa Agrícola. Esta associação, agrega de momento 27 produtores vila-verdenses de cogumelos.

Aquele dirigente, explicou de forma esclarecedora quais as vantagens e desvantagens, daquela produção. Explicou, que neste momento trabalha “no sentido de reunir esforços, para escalar a oferta”, daquela cooperativa. “A venda, ao cliente de proximidade, não é de todo o foco da cooperativa”.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade