António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde
António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde
Destaque Vila Verde

Município. Câmara propõe isenção do pagamento de ramais e tarifas de ligação às redes de saneamento de águas residuais urbanas

A Câmara de Vila Verde vai aprovar, na reunião do executivo Municipal desta segunda-feira, uma proposta no sentido da isenção de pagamento de ramais e tarifas de ligação do saneamento básico.

Segundo nota de imprensa, a proposta da autoria do presidente da Câmara, e dos vereadores do PSD que gerem os destinos do concelho de Vila Verde, pretende que seja concedida a isenção do pagamento dos respetivos ramais e tarifas de ligação às redes de saneamento de águas residuais urbanas a todos os consumidores que, até 30 de junho de 2017, requeiram a adesão ao serviço ou promovam a regularização de ligações de saneamento de águas residuais urbanas nas zonas já servidas pelas atuais redes de saneamento.

“Esta proposta surge no âmbito de todo um conjunto de vantagens que a Câmara de Vila Verde tem vindo a adotar em ordem à revitalização social, alicerçadas numa política amiga das famílias, visando que o fator económico não constitua um obstáculo à utilização dos serviços públicos”, refere a nota de imprensa.

Acrescem também motivações de ordem social, ambiental e de saúde pública nesta aposta na plena adesão e universalização do acesso aos utilizadores dos serviços públicos, ao mesmo tempo que se traduzirá em claros ganhos em matéria de eficiência e de funcionalidade dos serviços.

António Vilela, edil, assevera que, “o Município de Vila Verde coloca as pessoas sempre em primeiro lugar”.

“Razão pela qual está muito atento às reais necessidades dos Vilaverdenses e opta por uma postura proativa no sentido de resolver, com eficácia e em tempo útil, os problemas do dia-a-dia de todos e de cada um dos Munícipes”, afirma.

O presidente da Câmara destaca ainda que “é imperioso que o grande investimento que está a ser feito no alargamento e na melhoria de serviços de vital importância para o bem-estar das pessoas e para o desenvolvimento sustentável, como o abastecimento de água e o saneamento básico, beneficie, efetivamente, as pessoas”.

“As isenções e os incentivos constantes desta proposta, além de desonerarem as famílias, criam ainda condições para a universalização do acesso aos mesmos e propiciam uma administração mais célere e eficiente”, explica na nota de imprensa.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade