Epatv
Vila Verde

Ensino. 60 anos do Tratado de Roma em debate na EPATV

A participação cívica na UE e a comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma foram o mote para o encontro realizado na Escola Profissional Amar Terra Verde nesta sexta-feira, dia 26 de maio.

O programa do evento contou com a participação de várias individualidades que apresentaram as suas perspetivas quanto à forma como o exercício da democracia é realizado na Europa, comungando da importância da educação para e pela cidadania, e da democracia como um processo em construção.

A abertura da sessão foi feita pelo diretor geral da EPATV, João Luís Nogueira, que se dirigiu aos cerca de 200 alunos e professores presentes na audiência, destacando a qualidade da formação ministrada na escola, centrada na permanente transformação do mundo, o que coloca novas exigências a todos os participantes no processo educativo.

Os convidados da manhã, Vasyl Bundzyak , Olívia Santos Silva, Licínio Lima, João Couvaneiro e Manuel Carvalho da Silva debateram, com intervenções claramente centradas numa perspetiva de coesão social, a participação e intervenção cívica e os processos de construção democrática. “Experimentar a democracia” foi a mensagem essencial deixada ao auditório da EPATV – Escola Profissional Amar Terra Verde por todos os convidados.

Seguidamente, a comunidade educativa da EPATV pôde usufruir das intervenções muito pertinentes dos deputados do Parlamento Europeu, José Manuel Fernandes e Nuno Melo, moderados por duas Embaixadoras Juniores do Programa Escolas Embaixadoras do Parlamento Europeu, programa de que a EPATV é parte integrante.

Houve ainda tempo para proceder à inauguração oficial do Centro Qualifica da EPATV, que já se encontra em funcionamento desde janeiro de 2017 enquanto tal, dando continuidade ao anterior CQEP – Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional.

A EPATV ressalta a educação para a cidadania como fundamental, pois visa contribuir para a formação de pessoas responsáveis, autónomas, solidárias, que conhecem e exercem os seus direitos e deveres em diálogo e no respeito pelos outros, com espírito democrático, pluralista, crítico e criativo, tendo como referência os valores dos direitos humanos, sendo uma área já trabalhada de forma transversal nos currículos de formação da escola.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade