CTT Vade
Destaque Vila Verde

Vade. Balcão dos CTT abre na Loja do Munícipe com críticas de Vilela ao Governo do PS

 

O presidente da Câmara  de Vila Verde, António Vilela, marcou presença na cerimónia de assinatura do protocolo celebrado entre a União de Freguesias do Vade e os CTT para o funcionamento do novo balcão desta empresa na Loja do Munícipe do Vade.

O novo balcão dos CTT, integrado na Loja do Munícipe do Vade, entrará em funcionamento no dia 19 de junho e, além da população do Vade, vai também servir as freguesias vizinhas, designadamente Aboim da Nóbrega e Gondomar e Prado São Miguel, assim como freguesias limítrofes do município da Ponte da Barca.

O edil de Vila Verde criticou a postura de Governo de atrasos sucessivos.

“Apesar da inércia governamental no que toca ao desbloqueamento do processo de abertura de novos Espaços do Cidadão, o Município de Vila Verde e as suas freguesias e uniões de freguesias continuam proativos em matéria de desconcentração de serviços que passam a funcionar numa lógica de maior proximidade e de facilitação da vida dos Munícipes e de todos os agentes económicos e instituições locais”, destacou António Vilela.

 

O mesmo ddil, lamenta, porém, “que o Governo esteja a adiar a promessa de instalação de novos espaços do cidadão”, sublinhando que “o Município de Vila Verde está há muitos meses à espera da finalização dos processos tendentes à abertura de espaços do cidadão no Vade e no Homem, mas a Administração Central, sem dar explicações concretas e plausíveis sobre esta situação, continua a protelar decisões que são urgentes e fundamentais para alavancar a atratividade e a competitividade do território concelhio.”

António Vilela aduz que “Vila Verde está em contraciclo com a postura dos governantes nacionais, pois, enquanto estes fecham ou adiam a abertura de serviços, o Município de Vila Verde abre novos serviços e faz tudo o que está ao seu alcance para exercer uma magistratura de proximidade de crucial importância para se inverter a tendência para a desertificação das regiões mais afastadas dos centros de decisão”.

O presidente da edilidade vila-verdense manifesta ainda a firme convicção de que “Vila Verde jamais desistirá do projeto de execução da Variante à sede concelhia que constitui uma outra infraestrutura estruturante para o desenvolvimento do norte do concelho.”

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade