Gerry Conlon
Gerry Conlon
Cultura

Ponte de Lima. “Cinema História” recorda recluso irlandês condenado injustamente

Em junho, o Cinema História evoca a biografia de Gerry Conlon, irlandês injustamente condenado a prisão perpétua em 1975 pelo alegado envolvimento nos atentados bombistas de Guildford, em Londres. Um erro da justiça britânica que custou ao então jovem de 21 anos – e a outras três pessoas – o encarceramento por mais de uma década, período de provação e desespero em que assistiu à morte do pai, também detido por pretensas ligações ao crime. A sentença, anulada em 1989, devolveria a liberdade a Gerry Conlon, mas não a sua inocência, que apenas se declararia publicamente em 2005.

Convertida em livro, a trágica história do irlandês arbitrariamente julgado e condenado serviria de inspiração a Jim Sheridan que, em 1993, realizou “Em nome do pai” com Daniel Day-Lewis no principal papel.

O filme, centrado no período de cárcere e na batalha jurídica pela reposição da verdade, estará disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) a partir de 1 de junho, juntamente com um folheto que retrata os principais momentos da vida da personalidade em destaque.

O Cinema História – rubrica de pendor lúdico-didático dinamizada pela BMPL – já evocou este ano as figuras de Martin Luther King, Abraham Lincoln, Mahatma Gandhi, Aristides de Sousa Mendes e Adolf Hitler.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade