Destaque Vila Verde

Autárquicas. Casa cheia para o PS na apresentação de “Manelito” à Vila de Prado

Manuel Machado Rodrigues, conhecido entre os pradenses como Manelito, foi esta tarde apresentado como candidato do Partido Socialista a presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado. Apesar do calor que se fez sentir, convidativo a idas até à praia fluvial do Faial, e do decorrer das festas concelhias em honra de Santo António, centenas de pradenses fizeram questão de marcar presença na apresentação de Manuel Rodrigues, entre os quais alguns colegas de autarquia, como Adriano Gonçalves e os restantes membros da Assembleia de Freguesia eleitos pelo PS que quiserem manifestar o seu apoio a Manelito.

A sessão de apresentação do candidato Socialista começou com palavras de José Morais, candidato do PS a presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, que lamentou ter que abordar, em pleno século XXI, a falta de infraestruturas básicas numa Vila como a de Prado. “Na Vila de Prado continuam a existir pessoas sem saneamento e sem abastecimento público de água, o que é inadmissível”, começou por referir, lamentando que a Câmara Municipal procure impor à Vila de Prado “um jugo político”.

Nesse sentido, exortou os pradenses a reivindicarem as promessas falhadas do executivo camarário PSD, Interrogou-se sobre o centro de alto rendimento desportivo prometido pela câmara, as ciclovias ou o centro de interpretação do Rio Cávado.
“Para quem queria o dar o máximo à Vila de Prado, o executivo PSD da autarquia vilaverdense não cumpriu nem os mínimos e os Pradenses irão responder com sentido democrático a essa atitude” avançou José Morais.

De seguida, o candidato do PS a presidente da Câmara Municipal lembrou o Projeto Estruturante que apresentou há dias e referiu que a nova Variante à EN101 e ER205 “é um contraponto à visão redutora daqueles que propõe uma ligação da rotunda do canoísta ao parque industrial de Oleiros”.

“O nosso projeto prevê acessibilidades para todos os parques do sul do concelho e uma ligação à A3. Com isso resolve-se o problema da segunda faixa de rodagem na rotunda do canoísta pois o transito é escoado para as diversas freguesias a norte, como Lage, Moure, Escariz, entre outras. Permitirá também potenciar muito mais o Parque Empresarial de Prado, criando mais empresas e mais empregos”, acrescentou.

Além do grande projeto estruturante, José Morais assumiu outros pequenos compromissos, relativos a estradas e caminhos municipais, cuidando da manutenção dos existentes e trabalhando pela abertura de novos.

O saneamento é outra das grandes aposta do mandato de José Morais, com especial prioridade nas zonas ribeirinhas dos rios. “Conseguir com uma abrangente rede de saneamento melhorar a qualidade dos recursos hídricos e com isso melhorar a qualidade das águas dos rios é um dos nossos objetivos mais urgentes.

BANDEIRA AZUL PARA A PRAIA FLUVIAL DO FAIAL

José Morais referiu ainda a necessidade de apostar em infraestruturas que consigam permitir à Praia Fluvial do Faial concorrer ao estatuto de “Bandeira Azul”. Essa será a viragem positiva que atrairá mais turistas e potenciará a Vila de Prado como destino de férias de qualidade comprovada.
Por seu turno, Manuel Rodrigues começou por garantir aos presentes que irá pôr em prática uma política de proximidade, procurando fomentar o contacto diário com as pessoas, com “humildade, empenho, dedicação e trabalho”. “Se me confiarem essa missão, serei um presidente de rua, de andar no terreno. De tentar, sempre que me for possível, identificar e resolver prontamente os problemas que dizem respeito ao dia-a-dia das pessoas.”

Aliás, “a vertente humana” foi ampla e convictamente sublinhada por Manelito e justificada pelos focos prioritários da sua atuação. “O apoio aos idosos, aos desempregados da nossa Freguesia, a resolução de problemas de pobreza escondida e envergonhada ou de flagelos como o do álcool, da droga e da violência doméstica serão algumas das nossas prioridades mais imediatas. “Não podemos continuar a gastar centenas de milhares de euros em festas, quando temos pradenses que não conseguem pagar os seus medicamentos”, reforçou.

A implantação de parques infantis e de circuitos de manutenção, as problemáticas da recolha do lixo e da rede de saneamento e de abastecimento de água, a limpeza e alargamento de ruas e caminhos na Vila de Prado foram outros dos temas abordados por Manuel Rodrigues, que diz-se “farto de promessas não cumpridas em relação a Prado, por parte da Câmara Municipal de Vila Verde”, recordando a título de exemplo o caso da ciclovia/ecovia.

“Queremos, ainda, devolver o largo de S. Sebastião aos pradenses e finalizar o presente envenenado que o Município nos deixou, mas que a Junta de Freguesia está a executar”, concluiu, fazendo menção ao quiosque e aos sanitários públicos que nascerão no centro da Vila.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade