Cultura Destaque Entertainment Lifestyle Vila Verde

Vila Verde. Marchas e Richie Campbell encerraram cinco dias de antoninas

A edição de 2017 das Festas Concelhias de Vila Verde em Honra de Santo António foi um sucesso tremendo. Ao longo de cinco dias, milhares de pessoas passaram pelo coração do Minho para beber a tradição local, degustar a gastronomia regional, assistir a espetáculos diversos e imergir na alegria e animação da cultura popular. O final foi em apoteose total. As Marchas Populares e o concerto de Richie Campbell trouxeram a Vila Verde largos milhares de pessoas, que ajudaram a fechar com chave de ouro as festividades vila-verdenses.

O dia começou com uma Missa Solene em honra de Santo António, padroeiro do concelho de Vila Verde. Para o final da tarde, estava marcado um dos momentos mais aguardados das festividades. As encantadoras coreografias das Marchas Populares de Santo António encheram de cor as ruas da sede de concelho, deixando um rasto de brilho e alegria à sua passagem.

O desfile contou com a participação de miúdos e graúdos, dos 08 aos 80 anos de idade, já que ninguém quis ficar de fora desta grande festa. Depois, foi tempo de cada uma das marchas participantes pisar o palco para apresentar a respetiva coreografia, perante milhares de espectadores que iam brindando os participantes com chuvas de aplausos. Uma demonstração contundente de que a tradição está de pedra e cal no concelho.

Praça de Santo António a ‘rebentar pelas costuras’ para o concerto de Richie Campbell
O encerramento foi em apoteose. Richie Campbell, artista de renome no panorama nacional e internacional da música, não deixou créditos por mãos alheias e arrastou autênticas legiões de fãs ao centro de Vila Verde.

A ampla Praça de Santo António pareceu pequena para receber os largos milhares de pessoas que não perderam a oportunidade de assistir de forma gratuita a um espetáculo de música ao vivo de grande qualidade. A plateia não se fez rogada, manifestou-se de forma efusiva durante todo o concerto e cantou em uníssono com o artista os temas mais badalados. No final, o artista não ficou indiferente ao imenso carinho que recebeu do público e agradeceu repetidamente a forma calorosa como foi recebido em Vila Verde.

Um hino à cultura popular do Minho
A noite encerrou com a tradicional Sessão de Fogo-de-Artifício, um belo espetáculo que encheu de cor e arte os céus de Vila Verde. O espetáculo pirotécnico assinalou de forma simbólica o encerramento das Festas Concelhias, que, durante cinco dias, trouxeram ao coração do Minho largos milhares de pessoas.

Dezenas de iniciativas que colocaram em lugar de relevo a cultura e a tradição local e permitiram, em simultâneo, valorizar o território e dinamizar a economia local, gerando dividendos para associações e empresas vilaverdenses. À celebração da genuína cultura minhota, aliaram-se os espetáculos ao vivo protagonizados por grandes nomes da música nacional, rico e diversificado, preparado para agradar a ‘todos os gostos e feitios’.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade