Amares emprego
Amares Destaque

Amares. Câmara fala em “descida da taxa de desemprego de 40%”

A taxa de desemprego no concelho de Amares registou uma das maiores descidas dos últimos anos. Face ao mesmo período de 2016, o ano de 2017 apresenta uma queda de 39,7%, segundo os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (I.E.F.P.).

Esta diminuição é o resultado, entre outros fatores conjunturais, das medidas que têm vindo a ser tomadas e consolidadas no concelho, nomeadamente através de novas dinâmicas criadas pelo Gabinete de Empreendedorismo do Município de Amares. Isso mesmo corrobora o presidente da Câmara  de Amares, Manuel Moreira, que “extremamente satisfeito com os resultados obtidos e com o impacto com estes números representam no desenvolvimento económico e social do concelho, assim como, na melhoria das condições de vida dos munícipes”, lembra a estratégia de apoio que tem vindo a ser implementada desde o início do seu mandato.

Traçamos uma linha orientadora para o concelho no que diz respeito ao apoio e parcerias com as empresas, empresários e desempregados de Amares que está a dar os seus frutos”, sublinha o autarca. “Esta descida de quase 40% é muito significativa e revela que estamos no bom caminho e, nesse sentido, vamos manter esta política de apoio constante ao setor empresarial e desempregados do nosso concelho”, acrescentou Manuel Moreira.

Até ao momento, o Gabinete de Empreendedorismo do Município de Amares já impulsionou a constituição de 36 novas empresas e apoiou 31 na realização de estágio profissional, tendo como objetivo especifico a inserção efetiva no mercado de trabalho. O Gabinete de Inserção Profissional (GIP) contribuiu ativamente para a dinamização e inserção dos desempregados através do acompanhamento individual e promoção / apoio das medidas do IEFP junto ao tecido empresarial.

Dos dados apurados, o concelho regista atualmente 731 desempregados, menos 481 do que o mesmo mês de 2016, sendo que destes 425 são do sexo feminino. Relativamente à faixa etária 96 tem menos 25 anos, 148 estão entre os 25 e os 34 anos, 311 entre os 35 e os 54 anos e 176 desempregados têm mais de 56 anos. Quanto à escolaridade, o concelho regista uma maior incidência nos desempregados com 1º ciclo (4ºano) 142, 3º ciclo (9ºano) 121 e Nível Secundário 186.

Print Friendly

Comentários

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade