Greve Pingo Doce
Destaque Vila Verde

Vila Verde. Trabalhadores do Pingo Doce exigem “direito aos 15 minutos de intervalo”

Os trabalhadores das bombas gasolineiras e do café do Pingo Doce de Vila Verde exigem melhores condições de trabalho e vão aderir à greve marcada para o próximo sábado, avança o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços (CESP).

Segundo o mesmo sindicato, “os trabalhadores da reposição noturna ficam a trabalhar à média luz em Vila Verde”, enquanto os trabalhadores daqueles postos “exigem o direito ao exercício da pausa de 15 minutos”.

Outra reinvindicação de trabalhadores do Pingo Doce de Vila Verde passa pelas condições de higiene, saúde e de segurança no trabalho.

O Semanário V tentou contactar Fernando Antunes, gerente do estabelecimento, mas sem sucesso.

A greve, promovida pelo CESP, tem ainda a participação de trabalhadores da loja do Braga Parque, e está marcada para a frente do Pingo Doce da Av. Padre Júlio Fragata, no dia 1 de julho, pelas 8:30 horas, em Braga.

Em causa estão as condições laborais com “horários alterados semanalmente até diariamente, sem aviso prévio, como está previsto no Contrato Coletivo de Trabalho (CTT) aplicável”, pode ler-se no comunicado do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade