Filipe Silva é o candidato pelo PS à junta da Lage
Filipe Silva é o candidato pelo PS à junta da Lage
Destaque Vila Verde

Autárquicas. Filipe Silva apresentado pelo PS como candidato à Junta da Lage

“Apesar de ser uma das freguesias mais populosas do Concelho de Vila Verde, a Lage continua com carências graves em áreas fundamentais que implicam diretamente na qualidade de vida de todos os lagenses”.  O “diagnóstico” foi feito no domingo, na apresentação oficial de Filipe Silva como candidato do Partido Socialista (PS) de Vila Verde a presidente da Junta de Freguesia da Lage, numa sessão conduzida pelo candidato socialista à autarquia, José Morais.

Filipe Silva quer “envolver lagenses nas tomadas de decisão”

Rede de saneamento, abastecimento de água pública e melhoria da rede viária são algumas das “prioridades” de Filipe Silva para a freguesia. Os socialistas dizem viver-se “uma política de tapa-buracos em época de eleições”, e querem ver a freguesia “tratada com a devida atenção e relevância que merece”.

Filipe Silva apresentou-se como alguém que pode “ser um autarca capaz de conjugar esforços em toda a comunidade”, apostando em envolver os cidadãos “nos momentos de tomadas de decisão mas também de ação”.  Perante uma centena de apoiantes, o candidato à Lage apelou ao contributo de todos para o “desenvolvimento e cuidado quotidiano dos espaços públicos da freguesia”.

Como primeira medida, falou no “aumento das ações de rastreio médico gratuitas na freguesia”.

José Morais aponta “descuido” ao executivo atual

José Morais, líder dos socialistas, apontou problemas como o “descuido que existe no plano urbanístico e no tratamento e manutenção dos espaços verdes”. O candidato diz mesmo que na Lage “moram milhares de pessoas e não se investe na criação e manutenção asseada de espaços verdejantes de convívio que permitam um salutar crescimento das muitas crianças que aqui vivem”.

O candidato à Câmara quer ver na Lage “um parque desportivo digno da sua importância no contexto do concelho de Vila Verde” e questionou ainda a pavimentação de ruas “sem se precaver a instalação prévia de condutas que permitam uma futura ligação às redes públicas de água, saneamento ou gás canalizado”.

No plano do Emprego, José Morais considerou que a Lage “tem todas as condições” para poder “atrair muito mais investimento” e criar emprego, lançando condições para uma crescente fixação de famílias na freguesia.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade