Rui Silva Passos Coelho
Destaque Vila Verde

Autárquicas. Processo em que António Vilela é arguido afasta Rui Silva da campanha

O processo judicial que levou à detenção do presidente de câmara António Vilela (PSD) está a causar embaraço no seio do PSD de Vila Verde, devido à medida de coação imposta ao edil de estar impedido de falar com Rui Silva, líder da concelhia do PSD e deputado na Assembleia da República.

Foi já notada a falta do líder da concelhia social-democrata aquando da apresentação de Victor Ramos como candidato à Junta de Turiz. O V sabe que o vice-presidente do PSD de Vila Verde é quem tem assumido a “pasta” por parte da concelhia, devido ao impedimento de contacto entre as partes.

Segundo fonte do PSD de Vila Verde, António Vilela não quer Rui Silva na campanha autárquica, decisão essa que causou algum mau estar por entre a fação de apoio a Rui Silva, por este ser o presidente do PSD de Vila Verde.

A mesma fonte do PSD indica que Rui Silva queria ter intervenção direta na apresentação da candidatura de António Vilela, mas a “ala” da presidência não concordou e aconselhou o edil a manter Rui Silva afastado da campanha.

Medidas de coação revistas em breve

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, que foi detido pela Policia Judiciária (PJ) em fevereiro, por suspeitas de corrupção e prevaricação, participação em negócio e abuso de poder, continua com as medidas de coação de “termo de identidade e residência”, apreensão do passaporte e proibição de contacto com Rui Silva, a quem o tribunal apelidou de “suspeito”.

No entanto, e depois de revistas as medidas de coação em maio, o tribunal já permite que António Vilela tenha contacto com Luís Filipe Silva, vereador socialista na Câmara de Vila Verde, e Sofia Sampaio, chefe de divisão do Departamento Financeiro da CMVV, duas pessoas que o edil vila-verdense estava proibido de contactar e que viu o tribunal conceder autorização específica para que Vilela pudesse continuar a exercer funções.

O V sabe que as medidas de coação do edil vão ser revistas ainda antes das eleições.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade