Tamar Prouse 3
Cultura Destaque Vila Verde

Tamar Prouse. Brasileira com sangue estoniano mas escolheu pintar Vila Verde

Tamar Prouse, de 37 anos, é professora de arte na junta de freguesia de Vila Verde e Barbudo, onde tem uma pequena turma que vai dos 8 aos 80. E vai ter a obra em destaque numa exposição na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, durante este mês de agosto.

A artista que nasceu no Brasil mas tem ascendência na Estónia, veio para Vila Verde há cerca de um ano. “Eu e o meu marido queríamos vir para Portugal, e tinha de ser na região entre o Douro e o Minho, porque era mesmo o que queríamos para a nossa vida”, conta, revelando como veio parar a Vila Verde.

“Íamos a passar na estrada e vi o mosaico da Biblioteca Municipal que dizia que aqui é a terra mais bonita de entre Douro e Minho, então foi na hora que resolvemos ficar por cá”, revela.

(Tamar Prouse em destaque na edição impressa n.º 83 do Semanário V, já nas bancas em Vila Verde, Braga e Amares)

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade