CMB11012018SERGIOFREITAS00000010438
Braga Destaque

Município de Braga. Investe 45 mil euros na Semana Santa “mais famosa” de Portugal

De 23 de março a 1 de abril, a cidade de Braga volta a viver um dos seus momentos maiores com a realização da Semana Santa, considerada a “mais vistosa e famosa” de todas em Portugal, e que atrai milhares de pessoas que poderão tomar parte de um evento repleto de tradições seculares.

Para o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, a Semana Santa é um evento que marca a diferença no plano ibérico ao nível das festividades religiosas.

“Com uma matriz marcadamente religiosa, a Semana Santa possui também uma dimensão cultural que é reforçada todos os anos com a realização de exposições e concertos, enriquecendo a experiência de quem nos visita”

As parcerias são também a chave do sucesso da Semana Santa e o “testemunho renovado de um espírito que tem estado muito presente ao longo de todo o ano na cidade nas mais diversas áreas”. O edil elogiou “a união de vontades e esforços de todas as entidades que integram a Comissão Organizadora da Semana Santa, assim como o envolvimento de juntas de freguesia, paróquias, associações e cidadãos que, em nome individual, que tornam possível a concretização do evento”.

Na ocasião, Ricardo Rio reafirmou o compromisso do município no apoio à Semana Santa através da atribuição de um apoio financeiro de 45 mil euros, a que acresce todo o apoio logístico e a realização de exposições e outras iniciativas que integram o programa oficial.

“A Semana Santa é um momento da nossa vida coletiva que tem associado um peso económico fortíssimo. É tempo dos agentes económicos da cidade devolverem uma pequena parte do enorme retorno dos investimentos que são feitos por todas estas entidades. Celebrações como a Semana Santa ou o S. João tem de ter o financiamento direto dos agentes da cidade”, defendeu o autarca na apresentação levada a cabo esta quinta-feira.

Município promove quatro exposições

A programação da Semana Santa contará este ano com quatro exposições da responsabilidade do município e ainda a realização de uma sessão sobre a história da devoção de Nossa Senhora das Dores.

Assim, de 9 de março a 15 de abril, a Casa dos Crivos terá patente a exposição ‘Paixão’, uma mostra colectiva de artistas com a curadoria dom escultor bracarense Alberto Vieira.

Entre os dias 5 e 31 de março, decorrerá a exposição ‘A Mater Dolorosa na Cidade de Braga’, na Galeria do Salão Medieval da Reitoria da UMinho. Trata-se de mostra histórica e documental sobre um dos ideários devocionais que mais significativo se tornou nas dinâmicas promovidas na Quaresma e na Semana Santa de Braga.

‘Redenção’ é o tema da exposição de esculturas em ferro da autoria do artista galego Raimundo Rubal Nogueira que estará no topo norte da Avenida da Liberdade, de 17 de março a 5 de abril.

De 3 de março a 14 de abril, o Museu da Imagem terá patente a exposição ‘Páscoa – Braga 1996-2016’, da autoria do consagrado fotojornalista Alfredo Cunha.

“Nossa Senhora das Dores nos Congregados” é o tema da sessão que terá lugar no dia 14 de março, às 21h30, na Basílica dos Congregados e que terá como convidados Monsenhor Silva Araújo e Rui Ferreira.

O programa completo, com as celebrações religiosas, os concertos e espectáculos, exposições e visitas guiadas, pode ser consultado em https://goo.gl/odMw3G

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade