DR
DR
Cultura Destaque

Cultura. O melhor do blues nacional vai a palco em Ponte de Lima

Sábado à noite, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, a banda Moonshiners sobe ao palco para apresentar o seu mais recente trabalho discográfico, Prohibition Edition, cuja edição está prevista para fevereiro próximo.

Os Moonshiners, constituídos por Gamblin’Sam (voz e harmónica), Susie Filipe (bateria) e Vítor Hugo (voz e guitarra), surgem em Aveiro, no início de 2012. Sob a alçada de influências tão distintas como Bob Dylan e Morphine, a sua música destaca-se pelas harmónicas estridentes e riffs explosivos.

Em outubro de 2013, após uma longa digressão de norte a sul de Portugal, os Moonshiners lançam o seu primeiro EP, homónimo, composto por seis canções originais sobre whisky e cerveja, conversas entre Deus e o Diabo e réquiens de amor falhado. De volta à estrada, passam por festivais como “Jardins Efémeros”, “OffBeatz” e “Vagueira Surf Fest”.

2015 abre com o lançamento do seu segundo EP, “Good News For Girls Who Have No Sex Appeal”, que conta com a participação especial de Paulo Furtado (The Legendary Tiger Man). Ao longo de sete faixas inéditas, este segundo trabalho deslinda uma banda mais madura, consolidada e sobretudo viajada, que alcança novas direcções, sem perder o destino original. Desde temas mais caóticos e electrizados, como “Louie”, até aos mais melódicos, como “Man On Wire”.

Em 2017, actuam no Eurosonic Noorderslag (Holanda), o maior festival profissional de música europeia, no Veszprémi Utcazene Fesztivál (Hungria) e fazem uma tour pelo norte de Espanha. Durante o mês de Outubro é lançada uma cassete com 2 temas do álbum “Prohibition Edition”.

Com o 1.º single revelado, “Hello Again”, os Moonshiners, anunciados viajados saltimbancos, traficando melodias e contrabandeando emoções, preparam-se para lançar agora o seu 1.º álbum, “Prohibition Edition”, com edição marcada para Fevereiro de 2018, onde prometem canções para homens sensíveis e mulheres da barba rija. No fundo do seu copo: o outro lado do vidro da madrugada.

Transcrevemos da entrevista dada a Miguel Estima, para a Revista Rua, aquilo que podemos esperar do concerto de sábado à noite, no Teatro Diogo Bernardes: “Estamos a preparar um concerto enérgico e contagiante, um alinhamento essencialmente focado no Prohibition Edition, que também visita o nosso passado. Vamo-nos fazer acompanhar de baixo (Bruno Barreto) e saxofone (Gabriel Neves). Trocando por miúdos, 90 minutos à Moonshiners.

Prohibition Edition é a síntese da nossa convivência musical desde o início. Foi gravado ao longo de um ano e apresenta canções muito diferentes entre si, rítmica e melodicamente. Cada tema tem um B.I. próprio, por vezes várias nacionalidades.”

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade