Braga - Avenida da Liberdade
País

Braga: Câmara lança concurso de ideias para regeneração da Av. da Liberdade

A Câmara Municipal de Braga abriu um concurso de ideias para a regeneração da principal artéria da cidade, a Av. da Liberdade, que desafia arquitetos a definir uma estratégia de regeneração “coerente, racional e sustentável” para aquela área.

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, o vereador do urbanismo do município bracarense, Miguel Bandeira, explica que o referido concurso, Ação Piloto para a Regeneração Urbana – Avenida da Liberdade, Braga, procura propostas “capazes de proteger e requalificar” o edificado do local, “promover” a fruição do Centro Histórico, entre outras exigências.

O desafio, aberto a arquitetos ou empresas de arquitetura, nacionais ou estrangeiros, promete prémios no valor de 12 mil, 5 mil e 2500 euros, respetivamente, aos três melhores projetos.

O objetivo, adianta a autarquia, é “objetivo promover o debate e a análise de propostas com vista à definição de uma estratégia coerente, racional e sustentável tendente à definição de uma ação concertada para o eixo da Avenida da Liberdade e os seus setores adjacentes”.

Segundo Bandeira, a ideia é “contribuir para a reflexão e o debate” dos processos de regeneração.

“É fundamental que as propostas sejam capazes de proteger e requalificar o edificado e o espaço público; promover a fruição do Centro Histórico enquanto espaço público, através das componentes culturais, recreativas, de lazer e turísticas e potenciar os recursos existentes como fator diferenciador e competitivo, destinados a promover a requalificação das áreas mais sensíveis”, explana o responsável pela Regeneração Urbana na autarquia.

O município adianta que o presente concurso abrange o Eixo da Avenida da Liberdade que contempla o espaço canal alargado que vai desde a Avenida Central / Praça da República ao Parque da Ponte, incluindo centros comerciais de primeira geração em Braga, a requalificação da Margem do Rio Este (incluindo os edifícios envolventes e as traseiras da rua Conselheiro Lobato e Sítio dos Galos) e a reabilitação de edifícios emblemáticos, como o edifício do Castelo e o edifício do antigo cinema São Geraldo.

As propostas devem ainda estender-se ao Parque da Ponte, onde se pretende a articulação entre o Parque de Exposições de Braga, o Estádio 1º de Maio, o Pavilhão Flávio Sá Leite, e a base do Monte do Picoto.

As propostas para o desafio de Ação Piloto para a Regeneração Urbana – Avenida da Liberdade, Braga, podem ser entregues até ao dia 29 de Maio, pelas 16h00.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade