DSC_0065
Vila Verde

Piscina exterior de Vila Verde será realidade até ao início do Verão

A Câmara municipal de Vila Verde apresentou, ao início da tarde de hoje, o projecto de construção de uma piscina exterior no Complexo de Lazer de Vila Verde. O novo equipamento deverá estar concluído até ao final do mês de Junho, mesmo a tempo do arranque da época balnear, no entanto, para já a Câmara não confirma se os vilaverdenses já poderão usufruir da infra-estrutura no próximo Verão. A empreitada, que envolve a construção da piscina e o arranjo da zona envolvente terá um custo total de 250 mil euros. Entretanto, o Município apresentou uma candidatura a fundos comunitários para uma comparticipação europeia de 85% do valor final do projecto, candidatura que ainda aguarda aprovação.

O presidente da Câmara Municipal fez questão de sublinhar que a nova infra-estrutura vem complementar o leque de actividades disponibilizadas pelo Complexo de Lazer. António Vilela falou de um investimento “direccionado para o lazer e ocupação de tempos livres, um local que possa gerar momentos de convívio salutar “, realçando que o espaço será “uma mais-valia para a qualidade de vida dos cidadãos do concelho de Vila Verde”.

Processo de modernização do concelho

O autarca sublinhou ainda que, mesmo em tempos de dificuldade, o Município tem uma série de obras a decorrer em áreas variadas e que estes investimentos terão retorno. “Não esquecemos que é necessário atrair indústrias e gerar emprego. No entanto, estas obras fazem parte do processo de modernização integrada do concelho e são importantes para aumentar a atractividade”, referiu. António Vilela garantiu que o executivo não descura a importância das zonas ribeirinhas e que esta obra não vai implicar o desinvestimento nas zonas fluviais.

O edil fez ainda questão de enaltecer o trabalho realizado pela entidade responsável pela gestão do Complexo Municipal de Vila Verde, a EPATV (Escola Profissional Amar Terra Verde), num “trabalho de continuidade” começado pela Proviver, empresa municipal que foi extinta recentemente. António Vilela lembrou ainda que o Município suporta o custo social de apresentar “excelentes condições para a prática desportiva a um preço reduzido”, um investimento que considera fundamental para o concelho.

Noutras matérias, o presidente da Câmara lembrou também que entra estão prestes a entrar em funcionamento cinco Espaços do Cidadão em todo o concelho, que vão permitir aos munícipes resolver várias questões administrativas sem terem de se deslocar a Braga. O primeiro espaço abre ao público na próxima Segunda-feira, 20 de Abril, na Vila de Prado. Depois seguem-se as ‘lojas’ de Vila Verde, Vade, Ribeira do Neiva e Vale do Homem.

Vilaverdenses já não precisam de se deslocar

Por sua vez, o presidente da União de Freguesias de Barbudo e Vila Verde reforçou a importância da obra para todo o concelho, referindo que a empreitada vem responder a uma lacuna na oferta de lazer de Vila Verde. José Faria lembrou que os vilaverdenses deslocavam-se muitas vezes a concelhos vizinhos para utilizar este tipo de infra-estrutura e agora podem usufruir deste serviço na terra onde moram. O presidente da Junta deixou ainda elogios rasgados ao trabalho desenvolvido na gestão do Complexo de Lazer, que permitiu ao longo dos últimos anos conquistar um número cada vez maior de utentes e aumentar os níveis de satisfação de todos os que utilizam as instalações.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade