brasão_dossãos
Opinião Vila Verde

Linha de MORTE de 400 KV, Linha Pedralva – Ponte de Lima

Não adianta assobiar para o lado e fazer de conta que o problema é dos outros. Não, o problema é de todos nós , independentemente da ideologia politica, da raça ou da crença religiosa. É um problema da actual e das gerações vindouras.

Politicamente é tempo de unir esforços. É tempo do combate ser em nome da igualdade e da qualidade de vida de quem nos/vos elege.

A menos que isto diga mais a uns do que a outros, seja pelo motivo ou interesse que for, é inqualificável que a VIDA, a uns, pouco ou nada diga.

A manifestação pública das nossas posições não deve ser vista como um acto de rebeldia ou como uma afronta, antes pelo contrário, deve servir para alertar e dar um sinal inequívoco de que o poder politico está ao lado das populações.

A menos que isto sirva mais uns do que outros, seja pelo motivo ou interesse que for, arregacem as mangas, venham a público expressar livremente o vosso apoio, a vossa solidariedade, ou então, digam aquilo que pensam sobre o assunto.  Mostrem às populações que nos/vos elegem, que não estão sós, que não estão esquecidas e, muito importante, que não vão aparecer apenas na hora do costume, seja na hora do facto consumado, seja na hora da colocação do boletim…de voto, claro está.

É necessário proteger as populações, a fauna e flora das freguesias por onde irá passar a linha de muito alta tensão.
A REN- Rede Nacional Eléctrica só esta interessada nos seus interesses económicos, esquecendo-se dos efeitos devastadores que estas linhas poderão causar na saúde da população, dos animais e do ambiente.
A Organização Mundial da Saúde (OMS), admite que as linhas de muito alta tensão são prejudiciais para a saúde, por força dos campos electromagnéticos produzidos por linhas de 200 KV de potência, neste caso a potência é de 400 KV, logo a probabilidade de contaminação das pessoas, águas, produtos alimentares e animais é muito significativa.
A OMS reconhece que a contaminação através dos campos electromagnéticos provoca leucemia infantil, que pode ser adquirida através da mãe no período de gestação, ou nos bebes e crianças que vivam ou circulem na área de influência do raio de abrangência dos campos electromagnéticos.
A OMS reconhece que os campos electromagnéticos provocados pela muito alta tensão provocam, além da leucemia infantil, cancro da mama e doenças cardiovasculares.

A linha de muito alta tensão projectada, de 400 KV, abrange na Freguesia de Dossãos zonas de pastagens de animais para consumo humano, nascentes de água para fornecimento de habitações e consumo humano, além de zonas de produção florestal, sendo esta uma fonte adicional de receitas para os seus proprietários.

Este traçado terá um forte impacto ambiental, quer na fauna quer na flora, prejudicando inclusive as espécies autóctones desta região.

A Freguesia de Dossãos tem já um longo historial de prejuízos ambientais, pelo que, a Assembleia de Freguesia reunida em 29 de Abril de 2015, por proposta do executivo, deliberou por unanimidade apresentar um voto de ABSOLUTO REPÚDIO por este novo ataque ambiental que se preparam para fazer à nossa aldeia. Não fomos ouvidos. Não demos opinião. E não aceitamos que nos tratem como “bonecos nas vossas mãos”. Haja decoro!!!!

Jorge Oliveira  Presidente da Junta de Freguesia de Dossãos

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade