Foto: www.vilaverdeviva.com
Foto: www.vilaverdeviva.com
Vila Verde

António Vilela diz que praia do Faial está em condições para banhos

O presidente da Câmara de Vila Verde, afirmou hoje que a água da praia fluvial do Faial, em Prado, “está em condições para banhos”, apesar de a Quercus a apontar como sendo de “má qualidade”.

“Temos vindo a fazer, regularmente, a monitorização da água e todas as análises confirmam que ela é de boa qualidade e que está em condições para banhos”, disse António Vilela à agência Lusa.

Um especialista da Quercus afirmou hoje que Portugal tem 451 praias excelentes, 85% do total das classificadas, mas sublinhou que a situação piorou, com menos zonas balneares de “nota máxima” e o aparecimento de seis praias com má qualidade, entre as quais a do Faial, em Vila Verde.

“No ano de 2015, temos um recorde de zonas balneares e, em comparação com o ano passado, há mais 26 águas balneares classificadas como tal”, totalizando 569 praias, disse Francisco Ferreira, da Quercus.

“Agora, porém, há seis praias classificadas como más, quando, no ano passado, não tínhamos qualquer praia ‘má’, o que é uma percentagem mínima, de 1,1% do total, mas também é um sinal de que estamos a piorar”, avançou o técnico da associação ambientalista, que se baseou em dados da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para elaborar a sua análise.

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, admitiu que, em 2014, “houve, de facto, um problema” com a água daquela praia, que levou mesmo as autoridades sanitárias a proibirem os banhos, após deteção de salmonelas.

“Mas o problema foi rapidamente resolvido, a interdição foi levantada ainda em plena época balnear e, a partir daí, todas as análises apontaram a água como sendo de boa qualidade. Foi um problema pontual”, referiu o autarca.

António Vilela disse ainda que, na origem do problema, poderão ter estado “águas paradas” ou “eventuais descargas” nos rios Cávado ou Homem, por parte de empresas ou de particulares.

Mas, sublinhou que, desde então, “nunca mais houve qualquer problema ou qualquer queixa”.

“Esta classificação de má da água da praia do Faial diz respeito a dados de 2014, mas o problema está há muito ultrapassado, embora, naturalmente, continuemos a fazer uma permanente monitorização”, reiterou.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade