Foto: NC
Foto: NC
Vila Verde

CERVÃES: Homem morre vítima de ataque de vespas asiáticas

Família indignada com Bombeiros de Vila Verde depois de ter esperado quatro horas por levantamento de cadáver de ente que morreu após ataque de vespas. A situação ocorreu esta manhã de segunda-feira na freguesia de Cervães, concelho de Vila Verde, quando José Gomes, reformado de 63 anos, foi a uma bouça destruir silvas com um engaço.

Terá sido aqui, apesar das autoridades sanitárias investigarem, que foi atacado por enxame de vespas. Há quem diga mesmo que eram asiáticas. José Gomes ainda conseguiu chegar a casa. Picado na cara e braços, este ainda teve forças para dizer à esposas que ia ao hospital. No entanto entrou em convulsões.

Alertado os meios de socorro, José Gomes ainda foi assistido por Bombeiros de Vila Verde (BVVV) e VMER de Braga. No entanto o médico da VMER confirmou o óbito perto das 11:15 horas, com a GNR a dar ordens ao bombeiros para remover o cadáver. Situação que apenas aconteceu às 16:25 horas.

“Estamos revoltados com isto, pois por diversas vezes a GNR solicitou o transporte de cadáver. Ora diziam que não tinham homens, ou diziam que não havia ninguém para conduzir a vitura, ou nos mandavam esperar 15 minutos. Mentiram sempre. Apenas quatro horas depois apareceu a viatura”, disse Luís Oliveira, familiar da vítima.

Acabou por ser o próprio comandante José Lomba a chegar ao volante da viatura. Este não quis ser fotografado e não prestou declarações.

O corpo de José Gomes foi transportada para o Instituto de Medicina Legal do Hospital de Braga onde será autopsiado. Reformado de restaurador de imagens nos Estados Unidos (New Jersey), José deixa esposa e três filhos. Estava em Portugal há um ano a viver.

Veja aqui a declaração de Luís Oliveira – primo da vítima mortal.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade