António Vilela, vice presidente da CIM Cávado.
António Vilela, vice presidente da CIM Cávado.
Região Vila Verde

Overbooking contempla financiamento para várias obras de Vila Verde (C/ ÁUDIO)

Os municípios do Cávado assinaram na sede da CIM Cávado, em Braga, com a Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN), contratos de financiamento correspondentes a avisos de abertura para candidaturas em regime de ‘overbooking’, aprovados ainda no âmbito do ON2 (2007-2013).

Só em Vila Verde, são cinco obras de freguesia complementadas e oito obras do município. “Este representa um financiamento das obras a 85 por cento”, diz António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde e vice-presidente da CIM Cávado.

Os contratos representam um encaixe financeiro global na ordem dos seis milhões de euros e vão permitir financiar as obras já realizadas e outras em fase final de execução nos Municípios da CIM.

“Entre os projectos encontram-se equipamentos para coesão social, mobilidade territorial, requalificação da rede escolar do ensino básico e da educação pré-escolar e de reabilitação”, diz Vilela.

A CCDRN procedeu à abertura de candidaturas em Regime de Overbooking, orientado exclusivamente para projectos autárquicos localizados na NUT III do Cávado. Refira-se que o “overbooking” resulta de investimentos que não foram utilizados, a desistências na realização dos projectos ou à realização de investimentos abaixo dos valores concedidos por outras entidades.

António Vilela congratulou-se com a assinatura dos contratos que vai permitir “minimizar os desequilíbrios que durante anos foram gerados sem responsabilidade dos Municípios”. “O nosso objectivo é ter um território com infra-estruturas que valorizem e promovam as nossas terras, os territórios de baixa densidade e que ajudem a fixar pessoas”, disse.

 

 

 

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade