Cultura Destaque Vila Verde

Botica encheu para “Vinte” e muitos mais

A Feira dos Vinte, na Vila de Prado, mostrou mais uma vez, esta manhã de quarta-feira, que está viva e muito concorrida. Logo cedo os comerciantes e criadores do gado estenderam a passarelle aos cavalos, burros e bovinos.

De uma lado os tratores, as máquinas agrícolas do século XXI, e do outros, o gado, as máquinas de outros tempos. Pelo meio umas farturas, meio tinto e reforçado com uma patanisca. “Até ia um sarrabulho, mas já não tenho saúde”, dizia entre gargalhada Almiro Pereira, que juntamente com um grupo de amigos de Ponte da Barca, madrugou para estar nos “Vinte”.

Apesar do local provisória, muitos gostaram da organização. “Até se circula melhor”, referia José Carlos, vindo de Barcelos com amigos para “mirar o gado”.

“Aqui vemos o material e depois vamos às quintas comprar”, atira Carlos Silva, dedicado lavrador que anda á procura de “vacas leiteiras”.

“Nesta feira encontro sempre bom material”, acrescenta o lavrador.

A meio da manhã já eram aos milhares que enchiam por completo o recinto numa feira que se quer no sítio. “A Botica até é uma solução boa, mas o melhor é a câmara colocar as argolas no São Sebastião para termos um feirão”, ouviu-se ao desafio entre concertinas e desgarradas.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade