Desporto Destaque Vila Verde

Carlos Cunha responde com vitória que não pode falar

O Vilaverdense FC venceu esta tarde de domingo, no campo do Anadia, último classificado, por 3-2. Esta foi a melhor resposta dos jogadores e equipa técnica às críticas vindas dos defensores do ex-treinador do VFC, Nelito, que não gostaram de ver o presidente da direção dar “guia de marcha” ao mister que conquistou um lugar na fase de subida e, até então, responsável da única vitória na fase de acesso à II Liga.

Ora, foi precisamente frente ao Anadia que Carlos Cunha mexeu na equipa e pediu para deixar tudo em campo de forma a mostrar de que fibra são feitos os jogadores do “Vila”.

O Anadia ainda chegou assustar quando empatou a partida no início da segunda parte, mas bem ao estilo das conquistas do rei, Henrique carimbou a vitória.

Não foi um grande jogo do VFC, mas teve alma e vontade guerreira de querer mostrar que há uma equipa com “ganas”.

No final da partida o 3-2, e respetivos três pontos na bagagem, encheram de peito a “mancha verde” que acena agora com cinco pontos aos “anti Isidro” da direção do VFC e defensores de Nelito (conquistou três pontos).

No final da partida o Semanário V tentou, por duas vezes, ter um comentário à vitória do conjunto vilaverdense. Educadamente, Carlos Cunha pediu compreensão, mas que não foi autorizado a falar à comunicação social.

Com esta vitória o VFC passa a somar oito pontos, o mesmo do Gondomar, e é penúltimo.  O Fafe, líder, venceu em Gondomar.

Anadia-Vilaverdense FC 2-3
Gondomar-Fafe 1-2
FC Vizela- GD Bragança 2-1
Estarreja-P. Rubras 2-0

Captura de ecrã 2016-04-04, às 00.11.24

Infografia: zerozero.pt

(Notícia completa na próxima edição do Semanário V de 6 de abril)

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade