Lobo Valdreu
Destaque Terras de Bouro

 Ataques do lobo ibérico aumentaram no Parque Nacional da Peneda Gerês

Os ataques dos lobos ibéricos ao gado bovino e ovino aumentaram entre 2010 e 2015 no Parque Nacional de Peneda-Gerês, zona com as maiores alcateias de Portugal, indicam dados do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). EM Vila Verde está identificada uma alcateia.

Dados do ICNF revelam que em 2010 houve 539 bovinos atacados e em 2015 o número aumentou para 671 (mais 132), tendo em janeiro deste ano havido o registo de 59 novos ataques de lobos ibéricos, animal protegido por lei.

O aumento dos ataques dos lobos ibéricos a Norte do rio Douro explica-se porque atualmente há mais gado bovino e também porque esse gado pasta num sistema de “produção extensiva”, ou seja, pastoreia livremente, explicou a engenheira agrária Beatriz Silva.

Para combater os ataques aos bovinos, Beatriz Silva defende um repovoamento nas serras do Parque Nacional da Peneda Gerês, com “veados, coelhos e corsas”, animais ruminantes que servem de alimentação para os lobos ibéricos, um mamífero que “não ataca o homem”, a não ser que se sinta ameaçado, sublinha a especialista.

(Notícia completa na versão impressa do Semanário V, edição 14, já nas bancas)

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade