Captura de ecrã - 2016-04-16, 19.17.19
Braga Destaque

“Descentralização da Educação não acontece por decreto”

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, defende que a descentralização da educação tem de ser feita em ligação com toda a comunidade educativa, não devendo ser uma imposição ou uma resposta a alguma reivindicação. Durante a sua intervenção no II Fórum da Educação, que decorreu este sábado, 16 de Abril, no Museu D. Diogo de Sousa, o Autarca destacou o papel dos Municípios em todo o processo educativo.

“A descentralização da educação não pode ser efectuada por decreto. É preciso trabalhar em articulação com todos os agentes que compõem a comunidade educativa”, referiu Ricardo Rio, salientando a importância de se “definir um modelo para que seja testado e ajustado ao longo da sua implementação.

Este II Fórum da Educação teve como objectivo debater a educação, nomeadamente as vantagens e desvantagens da descentralização da educação e da sua municipalização, bem como a importância da autonomia das escolas.

Segundo o Edil, “não é com uma educação absolutamente centralizada que conseguimos servir melhor as nossas comunidades e formar melhor os nossos alunos”. Nesse sentido, “é importante definir um modelo que seja diferente do actual, mas que seja construído com a participação de todos”, sublinhou Ricardo Rio.

Nesse sentido, o Autarca destacou “a capacidade de inovação do Município de Braga em assumir cada vez mais responsabilidades na área da educação”. As actividades de enriquecimento curricular, assim como todo o projecto educativo municipal que está em prática tem sido efectuado através de uma vasta “rede de parceiros educativos que resultam em diferentes projectos que valorizam a escola e as suas práticas pedagógicas, numa perspectiva de educação formal e não formal, em diversos domínios e que vão ao encontro dos desafios da educação do futuro”, sustentou Ricardo Rio.

Por seu turno, Lídia Dias, vereadora da Educação do Município de Braga, referiu que este Fórum revelou-se “esclarecedor em relação aos temas que foram abordados e, certamente, vai ajudar a nortear a actuação de toda a comunidade escolar em prol dos alunos”.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade