Jerónimo Sousa
Jerónimo Sousa
Braga País Região

PCP quer que lei consagre “princípio do tratamento mais favorável do trabalhador”

O PCP quer repor o “princípio do tratamento mais favorável do trabalhador” na legislação laboral e “eliminar” a caducidade os contratos coletivos de trabalho, assim como a instituição da jornada de 35 horas para todos os trabalhadores.

A discursar em Braga, numa sessão inserida na campanha nacional “Mais direitos, mais futuro – não à precariedade”, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, apontou ainda como objetivo do partido o aumento do salário mínimo nacional para os 600 euros e alertou que a luta de classes “continua a ser uma questão contemporânea”.

Congratulando-se com a “derrota da direita” nas eleições legislativas de outubro, o líder comunista considerou, no entanto, que a atual “solução política” é ainda assim “limitada” reafirmando a necessidade de “dar força” a uma “verdadeira” política alternativa, patriótica e de esquerda.

“O PCP apresentou hoje na Assembleia da República um projeto de lei, propondo a reposição do princípio do tratamento mais favorável do trabalhador e a eliminação da caducidade dos contratos coletivos de trabalho por via da sua renovação sucessiva”, anunciou Jerónimo de Sousa.

O secretário-geral comunista considerou ainda que nos últimos meses houve “avanços políticos” mas ainda assim para Jerónimo de Sousa a atual “solução política” tem um “carater limitado” pelo que há “necessidade de dar cada vez mais força a uma verdadeira política alternativa, a política patriótica e de esquerda que o PCP propõe ao povo português”.

A terminar, o líder comunista deixou uma reflexão.

“Neste tempo de grande confronto ideológico, da ofensiva do capitalismo, em que o que está a dar é a espuma dos dias, a grande questão da nossa época contemporânea continua a ser a luta de classes, uma luta que tem séculos de existência mas continua a ser a grande questão da atualidade”, disse.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade

Publicidade