Paula Ferreira artigo
Opinião Paula Ferreira

Opinião de Paula Ferreira. “O peso do Verão”

Durante os períodos de maior calor, é frequente a queixa de sensação de pernas pesadas. Apesar de ser possível que este sintoma se associe a uma ampla gama de causas, a insuficiência venosa (comummente designada como “má circulação”) é a mais comum. A forma mais frequente carateriza-se por uma incapacidade das válvulas que existem nas veias do nosso corpo (neste caso específico, as veias das pernas) funcionarem adequadamente e permitirem que o sangue em circulação suba e retorne ao coração de uma forma correta, podendo ocasionar a sua acumulação nas veias e levar ao aparecimento das veias varicosas ou varizes. No entanto, mesmo que um indivíduo não apresente varizes, isso não implica que não apresente o problema. Nos casos em que a doença se torna crónica, passa a designar-se como insuficiência venosa crónica, cuja prevalência aumenta com a idade e é mais frequente nas mulheres.

Apesar da história familiar ter um peso importante, há inúmeros fatores que levam a que esta doença se instale. Alguns exemplos são: permanecer muitas horas seguidas em pé ou sentado com pernas cruzadas, o sedentarismo, a exposição solar prolongada, as saunas, o excesso de peso e a utilização de vestuário muito apertado. No caso das mulheres, a utilização de anticoncetivos hormonais (por exemplo, a pílula) e a gravidez podem agravar o quadro clínico.

A presença de queixas frequentes de peso e dor nas pernas, sobretudo em períodos quentes e ao final do dia, presença de “formigueiros”, inchaço das pernas (o edema do tornozelo é muito frequente) e a presença de varizes, devem constituir um alerta. Se apresenta um ou mais destes sintomas, deverá recorrer ao seu médico assistente. Esta doença pode, se não tratada, levar ao aparecimento de úlceras nos membros inferiores (as designadas “úlceras de estase”), difíceis de tratar e extremamente dolorosas.

A prevenção desta doença é possível e, muitas vezes, consiste apenas em pequenos ajustes no cotidiano. A prática de exercício físico é um dos pilares da prevenção, pelo efeito direto na circulação e porque promove a manutenção de um peso corporal adequado. Devem, no entanto, ser evitadas saunas e banhos turcos no final, devido à dilatação venosa que podem ocasionar. Nos indivíduos que passam muito tempo sentados é importante a realização de movimentos frequentes e de caminhadas após o trabalho. O vestuário não deve ser muito apertado e o calçado deve idealmente ter saltos com 3 a 4 cm. A higiene diária não deve ser realizada com água muito quente e deve utilizar-se um jato de água fria no final, com massagem das pernas em sentido ascendente, de forma a promover um retorno venoso adequado.

Ao ir à praia ou piscina, deve evitar as horas de maior calor e a exposição direta ao sol durante períodos longos. Afinal a praia não serve apenas para estar deitado… aproveite para caminhar e evitar levar todo o peso do Verão nas pernas!

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade