Rota das Colheitas
Cultura Destaque Região Vila Verde

Vila Verde. Rota das Colheitas traz 35 festas de agosto a novembro

De agosto a novembro, o coração do Minho palpita de forma galopante com 35 iniciativas que prometem levar os participantes numa emocionante viagem à descoberta da genuína tradição minhota. As recriações fieis de práticas agrícolas ancestrais e os arraiais à boa moda do Minho, as festas e as romarias, as iniciativas de índole gastronómica e os espetáculos musicais, a beleza das paisagens verdejantes e a hospitalidade das gentes minhotas. Inúmeros atrativos de uma programação que vai percorrer várias freguesias do Concelho, colocando também em evidência a riqueza da cultura popular e a excelência do património natural e edificado.

Não faltam motivos para visitar Vila Verde durante a Rota das Colheitas 2017. A programação turístico-cultural promovida pelo Município de Vila Verde foi apresentada durante a manhã de hoje, 31 de julho, nos Paços do Concelho, e afirma-se como uma oportunidade soberana para viver experiências únicas e inesquecíveis. vila-verdenses e visitantes podem malhar o centeio e desfolhar o milho, pisar as uvas e espadelar o linho… experimentar na primeira pessoa os hábitos e costumes da genuína cultura popular do Minho. Um programa vasto e alargado que atinge o apogeu na ‘Festa das Colheitas – XXVI Mostra de Produtos Regionais’. Durante cinco dias consecutivos, a sede do concelho acolhe uma mostra do melhor que Vila Verde e a região têm para oferecer, num evento que valoriza a herança cultural enquanto divulga o território pelo país e pelo mundo.

Um programa descentralizado que valoriza o concelho e promove o território

Presente na sessão, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, deixou um forte agradecimento para todos os voluntários (Juntas de Freguesia, associações, empresas, pessoas a título particular e instituições diversas) que se aliam ao Município para criar “um cartaz de promoção e valorização do território, é com iniciativas desta dimensão que construímos um concelho mais próspero, cada vez mais conhecido a nível nacional e internacional”. O edil prosseguiu sem esconder a satisfação pelo envolvimento massivo das freguesias e uniões de freguesia vila-verdenses, criando um programa descentralizado, com atividades distribuídas um pouco por todo o concelho.

Promover a cultura e dinamizar a economia

“Um apelo genuíno às nossas raízes e tradições. Recentemente, reuni com vários promotores do setor do turismo, que me não hesitam na hora de afirmar que estes cartazes culturais são fortes impulsionadores turísticos e catalisadores de investimento. Está instalada em Vila Verde uma dinâmica que promove a cultura e incrementa a economia local, que alia a herança cultural aos ritmos de progresso e desenvolvimento”, afirmou António Vilela, acrescentando que a Rota das Colheitas ajudou a dar novo fôlego às atividades do setor primário da economia vila-verdense. “Ao longo da Rota, temos inúmeros espaços de promoção e venda dos produtos locais. Aliás, a agricultura é um setor em grande crescimento no concelho, com um impacto cada vez maior na economia local”, afirmou o edil.

A tradição faz parte da nossa essência

De seguida, coube à vereadora da Cultura apresentar a edição de 2017 da programação Na Rota das Colheitas. Júlia Fernandes não disfarçou o regozijo pelo crescimento contínuo de uma iniciativa que leva os participantes à descoberta da genuína cultura popular do Minho. “A Rota permite reavivar e reafirmar as tradições minhotas, transmitindo às novas gerações e aos visitantes os saberes da cultura popular. As recriações acontecem sempre em contexto real, com as alfaias e o vestuário de outrora, os cheiros e sabores da nossa infância. Permitem-nos fortalecer tradições que fazem parte da nossa essência e das quais tanto nos orgulhamos”, referiu.

Condições especiais e descontos na restauração e no alojamento

Uma programação que promete atrair largos milhares de pessoas ao concelho de Vila Verde e dinamizar o tecido económico local. “Os turistas procuram novas experiências. Reconhecer e saborear, sentir o cheiro e degustar os sabores locais”, afirmou Júlia Fernandes, recordando que, por esta altura, diversas unidades de restauração, alojamento hoteleiro e alojamento em espaço rural juntam-se ao Município nesta odisseia pela cultura minhota e proporcionam a vila-verdenses e visitantes preços especiais e excelentes descontos de estadia durante os quatro meses em que decorre a Rota. A edição de 2017 da programação Na Rota das Colheitas arranca já no próximo fim de semana, 4 a 6 de agosto, com Animação Tradicional e Gastronomia em Freiriz, as Noites Temáticas do Pico de Regalados e a Malhada do Centeio em Aboim da Nóbrega.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade