148666123851425
Destaque Vila Verde

EN101. José Morais diz que Vilela anda zangado pelo desbloqueio da obra

“Vilela está zangado por ter sido lançado o concurso da rotunda da Loureira”, diz José Morais, líder da concelhia do Partido Socialista (PS) de Vila Verde e candidato à Câmara de Vila Vede pelos socialistas. “Eu pelo contrário estou contente por ver resolvido um processo que esteve parado mais de 10 anos”, acrescenta o candidato, em resposta às acusações do PSD de Vila Verde de que o avanço da rotunda era um embuste do Governo central.

Em comunicado enviado à imprensa, José Morais diz que “a candidatura do PSD à câmara está desorientada de tal forma que não consegue perceber o que é essencial”, acusando o PSD de  “tentar atirar areia para os olhos dos vila-verdenses para esconder a incapacidade que tiveram ao longo de 20 anos de governação para resolverem as questões essenciais”.

“No caso da rotunda da Loureia e da requalificação da EN 101, lamentavelmente, o presidente da câmara acaba de demonstrar uma vez mais que coloca os interesses do partido à frente dos interesses do concelho”, diz José Morais.

“O presidente de câmara fica zangado por ter sido lançado o concurso para a realização da rotunda na Loureira, e pela requalificação da EN 101 estar em marcha, eu, pelo contrário, fico contente por estar a ser resolvida uma justa aspiração das populações. Só lamento que estejamos com mais de 10 anos de atraso”, diz ainda o comunicado.

O candidato do PS acusa ainda Vilela de gostar que a obra “não fosse uma realidade para acusarem o PS de não cumprir e para poderem continuar a fazer promessas vãs junto da população como o fizeram ao longo destes 10 anos, mas sem nenhum efeito prático”.

“Com o lançamento do concurso da obra em diário da república o processo já não pode voltar atrás. Foi definitivamente desbloqueado um processo pelo qual as populações justamente lutaram durante mais de 10 anos. Esperávamos que o PSD reconhecesse a importância da obra ter sido lançada a concurso”, diz  ainda o comunicado dos socialistas.

José Morais lembra ainda o reconhecimento público por parte da população e do presidente da junta da Loureira, que “acompanharam os esforços feitos junto do poder central para que a obra fosse uma realidade e percebem a diferença de postura perante os problemas: enquanto uns prometem outros fazem; enquanto uns ficam azedos pelas obras serem desbloqueadas outros ficam satisfeitos”.

“Contra a vontade do presidente de câmara, continuarei a lutar com todas as minhas energias na resolução das graves carências concelhias e não perderei muito tempo a responder àqueles que durante 20 anos de poder não conseguiram resolver os problemas estruturais do concelho”, termina o candidato pelo PS à CMVV.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade