minipreço
Destaque País Região Vila Verde

Protesto. Funcionários do Minipeço em greve a 16 de agosto

Os trabalhadores dos supermercados Dia/Minipreço estarão em greve a 16 de agosto, um protesto convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores do Comércio contra a discriminação salarial e o assédio moral que dizem existir no grupo.

A greve foi convocada pelo CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal, ligado à CGTP, e que já tinha convocado uma greve de trabalhadores do Pingo Doce de Vila Verde, mas que não teve grande expressão.

O CESP avança em comunicado, acusa a cadeia Dia Portugal Supermercados (lojas Dia/Minipreço e Clarel) de “discriminação salarial”, considerando que “continua a haver diferenças salariais gritantes entre trabalhadores com a mesma categoria profissional e antiguidade”.

O sindicato fala ainda de “situações de assédio moral” no grupo de supermercados, onde diz existirem constantes ameaças de despedimento, tentativas de impedimento a conciliação da vida familiar com a vida profissional, limitação do direito à greve, abusos de autoridade e ameaças de alterações de horários e de transferência de local de trabalho.

O CESP pede ainda aumentos salariais dignos, referindo que a empresa atualiza anualmente os salários “muito abaixo da inflação”, e maior progressão nas carreiras profissionais.

Assim, o sindicato marcou greve para 16 de agosto, quarta-feira da próxima semana, para todos os trabalhadores das lojas e escritórios do grupo Dia/Minipreço.

 

Nos últimos meses, o CESP tem convocado várias ações de protesto à porta das lojas, a fim de chamar a atenção para as condições de trabalho no Dia/Minipreço.

Em meados de julho terminaram sem acordo as negociações entre a empresa e o sindicato sobre o caderno reivindicativo dos trabalhadores.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade