gondiães capela mortuária
Destaque Vila Verde

Gondiães. Inaugurada Casa Mortuária mas autarca recordou saneamento

António Vilela, presidiu, no passado domingo, à cerimónia de inauguração da requalificação do Adro e Sacristia da Igreja Paroquial e da Casa Mortuária de Gondiães.

Depois da eucaristial, a cerimónia iniciou-se com o descerrar das lápides das obras de requalificação, com António Vilela ao lado do presidente da Junta de Pico de Regalados, Gondiães e Mós, César Cerqueira, pelo presidente da Fábrica da Igreja de Gondiães, António Rodrigues, e pelo padre Angelino Kamati, tendo-se seguido a bênção da Casa Mortuária.

No período destinado às intervenções, o padre Angelino Kamati referiu que “a Sacristia reveste-se da maior importância para os sacerdotes se paramentarem” e considerou que “a Casa Mortuária é um bem necessário para uma freguesia, constituindo um lugar de descanso para os defuntos.”

O pároco local , partindo da máxima “a união faz a força”, agradeceu a todos quantos concorreram para a realização destas obras da maior relevância para o desenvolvimento de Gondiães, nomeadamente a Câmara Municipal, a Junta da União de Freguesias, a Fábrica da Igreja anterior e a atual e os paroquianos.

O Presidente da Junta da União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós, César Cerqueira, destacou o bom relacionamento entre a junta e a Fábrica da Igreja e destas com a Câmara Municipal, como fator de sucesso das obras realizadas, tendo considerado que “as igrejas e as zonas envolventes são os espelhos e os cartões de visita das freguesias.”

César Cerqueira, aproveitando a presença do Presidente da Câmara Municipal e dos Vereadores, Manuel Lopes e Júlia Fernandes, lançou o repto para a união de esforços com o Município de Vila Verde no sentido do avanço da requalificação da avenida entre o Cruzeiro e a Junta e da ligação dos ramais de saneamento já executados.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade