José Morais
Vila Verde

José Morais. “Darei luta sem tréguas ao triste espetáculo dos esgotos a céu aberto”

José Morais quer “mudar as prioridades de investimento no concelho”. Em comunicado enviado à imprensa, o candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara de Vila Verde aponta que “é tempo de mudarmos as prioridades”.  José Morais diz que “muitos concelhos têm saneamento a 100%, a média do território continental é 83% e Vila Verde tem apenas 29%!”.

“Durante 20 anos no poder o atual presidente de câmara não resolveu os problemas de saneamento que o concelho tem. 20 anos no poder e Vila Verde é um dos concelhos com pior taxa de saneamento do país. Num estudo de especialistas, que analisa os dados do Relatório Anual dos Serviços de Águas e Resíduos em Portugal Vila Verde aparece como o 11º pior concelho do território continental na acessibilidade física ao serviço”, diz o atual vereador socialista.

José Morais diz ainda que “enquanto no território continental a taxa média de acessibilidade física ao saneamento é de 83%, em Vila Verde é inferior a 30%. Esta situação é inaceitável. É tempo de dizer: Basta! É tempo de mudarmos as prioridades de investimento no concelho. O saneamento é um dos fatores que mais contribuiu em todo o mundo para uma diminuição de doenças graves e para o aumento médio de anos e de qualidade de vida das pessoas. Porque será que a taxa de cobertura de saneamento é um dos mais importante parâmetros de análise quando se quer medir o desenvolvimento de um país, de uma região ou de um concelho?”, questiona o vereador.

“As consequências da falta de investimento da autarquia nestes 20 anos na rede de saneamento são visíveis nos nossos rios, nos parques industriais, nas zonas habitacionais e na via pública”, aponta.

José Morais aponta falta de ação por parte da Câmara. “As consequências da falta de ação nesta área durante estes últimos 20 anos são desastrosas. Umas são visíveis e temos conhecimento, como foi o caso bandeira vermelha, durante todo o verão, na praia do Faial, uma das praias fluviais com maior potencial regional. Outras, apesar de existirem e serem muito prejudiciais à saúde pública, ficam no anonimato”, diz, garantindo que o saneamento será uma prioridade absoluta caso seja eleito presidente da Câmara.

“Temos de recuperar estes 20 anos perdidos. Darei luta sem tréguas ao triste espetáculo dos esgotos a céu aberto, descargas frequentes para os rios, bandeiras vermelhas nas praias fluviais… enfim, como gostam de apelidar: Vila Verde pela negativa”, diz o candidato. “A responsabilidade do atual cenário concelhio é das políticas camarárias escolhidas nos últimos 20 anos. E essas políticas têm rostos bem conhecidos de todos! Para mim a qualidade de vida dos vilaverdenses, assim como a qualidade das nossas águas são valores inegociáveis. Como tal serei determinado e intransigente”, garante José Morais.

O candidato compromete-se a colocar o saneamento como um eixo absolutamente prioritário nos investimentos da autarquia, garantindo que chega a todas as ruas e lugares do concelho de Vila Verde, a reforçar a frota de camiões-cisterna e proceder ao esvaziamento das fossas domésticas, recolhendo as lamas e águas residuais, entregando as mesmas nas ETAR’s, garantindo o seu correto tratamento, enquanto não há rede completa de saneamento, criar um gabinete específico, não político, com capacidade técnica para coordenar todas as candidaturas e investimentos no setor e tratar todos os crimes ambientais. “Será um gabinete muito desburocratizado por forma a receber de forma simples as participações dos munícipes e a agir rapidamente sobre as situações. Terá ainda a incumbência de garantir a informação rigorosa aos Vilaverdenses sobre a situação ambiental, nomeadamente da qualidade das águas, e de efetuar campanhas de sensibilização”, diz o candidato.

“Ter uma estratégia intermunicipal e trabalhar de forma coordenada com as autarquias vizinhas, ser totalmente transparente na informação pública, em especial no que diz respeito à qualidade das águas e outros assuntos da saúde pública e ser implacável com os prevaricadores”, são outras promessas de José Morais.

José Morais diz que “desta forma a nova câmara garantirá mais qualidade de vida a todos os vila-verdenses”. “Vila Verde será ainda mais verde, com infraestruturas fundamentais ao dispor de todos, com rios e praias fluviais de excelência, potenciando o turismo e a economia local, colocando também um ponto final em 20 anos daquilo que serão más memórias de uma gestão camarária incapaz de valorizar a nossa terra e a nossa gente”, finaliza.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade