jose faria - nc
Destaque Vila Verde

Tribunais. Recurso de José Faria no caso “Medeiros” negado pela Relação

O Tribunal da Relação de Guimarães confirmou a sentença proferida pelo Tribunal de Trabalho de Braga no caso de desvio de dinheiro na Farmácia Medeiros por parte do presidente da Junta de Vila Verde e Barbudo, José Faria, não existindo mais nenhuma forma processual de recurso.

No acervo da sentença que o Semanário V teve acesso, pode-se constatar que ficou provado o desvio de cerca de 13.296,80 € por parte do José Faria, referente ao final do ano de 2013 e durante o ano de 2014, aquando do exercício das suas funções profissionais na caixa de Crédito Agrícola.

Inconformado com a confirmação do despedimento por justa causa e alegando inocência, José Faria recorreu para o Tribunal da Relação de Guimarães, que julgou improcedente a apelação, confirmando a decisão, tendo valorado a prova documental e testemunhal apresentada.
.
Segundo consta na respectiva sentença e acórdão, o contabilista da farmácia alertou o diretor técnico da farmácia para a existência de divergências, tendo o diretor técnico começado a contar o dinheiro antes da chegada de José Faria. Ao longo de vários meses, as diferenças entre o talão de depósito e o que José Faria depositou na conta da farmácia variavam entre 50.00 € e 120.00 €.

(Notícia completa na edição impressa n.º 86 do Semanário V, já nas bancas em Vila Verde, Braga e Amares)

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade