Corrida
Braga Desporto Região

Saúde. Hospital de Braga organiza corrida contra o AVC

O Hospital de Braga volta a organizar nova edição da Corrida e Caminhada Vital Contra o AVC, no próximo dia 29 de outubro,

É a 4ª edição da Corrida e Caminhada Vital Contra o AVC. A iniciativa, que todos os anos tem vindo a reunir mais adeptos, realiza-se pelas 10:00 horas, na Avenida Central em Braga. As inscrições estão a partir de hoje disponíveis no site oficial do Hospital de Braga.

Segundo a organização, a corrida de 9 km e a caminhada de 3km percorrerão as principais artérias do centro da cidade de Braga, tendo ambas como ponto de partida e chegada a Avenida Central. Esta iniciativa tem como objetivo dar a conhecer os sinais de alerta do AVC à população e sensibilizar para a prevenção através da adopção de um estilo de vida saudável e prática regular de actividade física. No local decorrerá, ainda, uma ação de avaliação dos principais fatores de risco vascular.

Esta é uma organização conjunta entre o Hospital de Braga, o Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho, a Sociedade Portuguesa do AVC e a Câmara Municipal de Braga com o apoio da Associação de Atletismo de Braga, o Regimento de Cavalaria nº6, o Comando Distrital de Braga da Polícia de Segurança Pública, a Cruz Vermelha – Delegação de Braga, o INATEL – Agência de Braga e o Agrupamento de Escuteiros 660 de Montariol.

Sobre o AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de morte e incapacidade em Portugal e um grave problema de saúde pública nos países desenvolvidos. A prevenção é fundamental.

O Hospital de Braga recebe anualmente cerca de 700 casos de AVC, 600 dos quais através da Via Verde AVC – sistema de encaminhamento que permite um tratamento mais rápido e eficaz da doença. Nos casos tratados pelo Hospital de Braga existe maior prevalência na faixa etária entre os 45 e os 65 anos, cujos principais fatores de risco são o tabagismo, a tensão arterial, a obesidade e o colesterol. A faixa etária acima dos 75 anos tem também grande prevalência, sobretudo no sexo feminino, e a maior causa de risco é a arritmia cardíaca.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade